Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

"Os ricos da Europa que paguem a crise"

por Fernando Lopes, 7 Abr 11

 

"Os ricos da Europa que paguem a crise" é o título de uma crónica de Manuel Serrão, publicada hoje no JN. Embora o personagem não me seja particularmente simpático, os seus argumentos merecem ser lidos. Porque se restringe à sua área profissional, fala da têxtil. Das promessas não cumpridas. E de como agora nos querem cobrar a factura.

O que MS escreve sobre a têxtil, facilmente se aplicará às pescas, entregues aos espanhóis, a troco de uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma. A agricultura terá explicação similar. Quem não se lembra do subsídio de pousio, que os agricultores recebiam para nada produzir? A Europa não nos fez favor nenhum, antes destruiu áreas em que éramos competitivos ou tínhamos potencial a troco de meia-dúzia de tostões. Para pode comprar têxteis mais baratos aos chineses. Para centralizar nas grandes companhias a compra do pescado. Para potenciar a agricultura altamente subsidiada e industrializada da França, Inglaterra e Alemanha.
Estes factos, aliados a uma classe política inepta e gananciosa fizeram o resto.

Mais do que isso, emprestaram-nos dinheiro para comprarmos os seus submarinos, BMW's e Mercedes convencendo-nos através de bom marketing que eram os melhores. Agora, que não podemos pagar, querem o dinheiro de volta.

De facto a Europa que nos enganou, através de boa publicidade tem aquilo que merece. Os portugueses, pequenos e impotentes, continuam a ser joguetes nas mãos dos superiores interesses do directório franco-alemão, agora mais alemão do que franco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Fernando Lopes a 07.04.2011 às 20:26

Manel,

Quero mesmo que comentes, já que é a tua área. Economia, têxtil e os seus mentideros, são assuntos arriscados para mim.
E o resto?

Abraço,
Fernando

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...