Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um país dividido.

por Fernando Lopes, 17 Dez 17

camelo_lourenco.jpg Ainda e sempre o brihante texto de Luís M. Jorge


Nos idos de 75, era eu um infante de calças curtas, assisti a brigas imensas pour et à cause de opções políticas que então separavam pais e filhos, tios e parentes. Existiam dois caminhos claros, antagónicos, que separavam as águas. Hoje noto como nunca essa fractura ideológica, com os órfãos de PPC, das políticas austeritárias e de castigo, e os outros. Temos a madame Avillez, os Ramos e Hienas do Matos a vociferar contra tudo e qualquer coisa que o governo faça. É um direito que lhes assiste, respeito-o. Atribuem todos os méritos da actual situação às reformas estruturais – que foram vender tudo aos chineses ao preço da uva mijona, desvalorizar o trabalho, aumentar impostos, castigar os portugueses por comprarem um apartamento nos subúrbios e irem de férias a Benidorm. Esta ideia ancestral de que o povo só lá vai a chicote continua o orientar uma certa intelligentsia da nossa direita, sem que lhe entenda o porquê. O governo actual não passa de social-democrata com um perfume ocasional de medidas de esquerda. O PS como partido de poder continua a ter uma clientela faminta que tem de alimentar. PC e Bloco persistem em viver no seu pequeno mundo como se tudo não estivesse ligado e dependente dos «poderes imperialistas» da UE. Não é, nem de longe nem de perto, o que sonhei. É o possível, e quem olhar para o país sem preconceitos verá que, apesar de tudo, em contraste com montenegrina filosofia, «o país está melhor e as pessoas estão melhor». 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

4 comentários

De Fernando Lopes a 24.12.2017 às 11:39

João, envio-lhe um enorme abraço, um bom Natal e o desejo que 2018 seja um ano de planície, sem grandes montanhas ou obstáculos a vencer.


Feliz Natal.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Tenho é que me manter nova:)~CC~

  • Fernando Lopes

    Isto era eu... :)

  • Anónimo

    Venha e será recebida de braços abertos. Vamos com...

  • Anónimo

    Plantei uma árvore, tive uma filha e escrevi um li...