Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Guardado está o bocado…

por Fernando Lopes, 28 Fev 14

para quem o há-de comer. A nomeação de Vítor Gaspar para um alto cargo do FMI não surpreende, é um prémio por «serviços prestados». Faz parte de uma longa tradição política neste país, quem salta do governo assentar poiso em cargos prestigiados e sobretudo bem remunerados. Como dizia a minha avó, mulher simples mais sábia, «quem mexe no mel é que lambuza os dedos».

 

Vítor Gaspar, que na carta de demissão, assumiu um rotundo falhanço das suas políticas, vai para um cargo «acima das suas capacidades».

Autoria e outros dados (tags, etc)

Professor Bambo.

por Fernando Lopes, 20 Fev 13

 

"Neste momento, o meu julgamento provisório aponta para uma revisão em baixa da previsão da actividade económica da ordem de um ponto percentual"

 

Ahhh as previsões de Gaspar. Cada tiro, cada melro, cada cavadela, cada minhoca. É este o génio da macroeconomia, funcionário distinto do BdP, director-geral do Banco Central Europeu. A economia é uma ciência muito imprevisível, sobretudo quando se desconhece a realidade e a vida do povo que se governa. Dois meses bastam para uma revisão em baixa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O meu Vítor Gaspar privado.

por Fernando Lopes, 25 Jan 13

Este mês resolvi fazer uma análise aos novos escalões de IRS, sobretaxa e afins. Cheguei à brilhante conclusão que, enquanto família, vamos ser subtraídos anualmente em mais de 20.000 euros só em impostos sobre o rendimento, cerca de 40% do total de recebimentos brutos. Fica de lado o IVA, IMI, IUC e muitos outros cujas siglas desconheço. Assim, como cidadão com uma longa carreira contributiva, exijo:

 

  1. Que não se negue nenhum tipo de tratamento a nenhum idoso, excepto se ministrado contra a sua vontade;
  2. Que nenhuma criança com carências fique sem alimentação decente, na escola ou fora dela;
  3. Que os desempregados recebam um subsídio que lhes permita a sobrevivência com dignidade;
  4. Que Vítor Louçã Gaspar passe ocasionalmente cá por casa. Que me faça ternos cafunés. Que me diga que sou o melhor contribuinte do mundo. Que pegue em mim ao colo. Que confesse que a colecta de impostos foi tão boa para ele como para mim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Morram os desempregados, morram! PIM!

por Fernando Lopes, 2 Jul 12

A tentativa de esclarecimento de Pedro Passos Coelho para a desastrosa execução orçamental do primeiro trimestre foi  "... explicada pelos estabilizadores automáticos, seja o aumento do número de subsídios de desemprego pagos, seja aumento de outras prestações sociais". Deixem-me ver se eu entendi bem. Não foram as medidas "para além da troika" que levaram ao desemprego, foram os desempregados, esses mandriões, que depois de dezenas de anos a descontar para a Segurança Social, num momento grave da sua vida, recebem os subsídios a que têm direito. Não foi esta política que levou ao aumento do número de beneficiários do RSI, foram esses calões que se governam com uma miséria, que tiveram a audácia de exigir o apoio que a lei consagra. Estas declarações são de uma gravidade extrema e um bom exemplo do estado de alienação a que chegou este PM. Os efeitos são tomadas como causas, o que prova bem que com este senhor a gerir, até uma taberna estrategicamente colocada ao lado de um centro de recuperação de alcoólicos, conseguia ter prejuízo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Murro em ponta de faca

por Fernando Lopes, 23 Jun 12

O que todos sabiam, foi finalmente admitido pelo visionário Gaspar. Chegamos a um momento em que, por mais que se aumentem os impostos, as receitas diminuirão. É o excesso fiscal a gerar o efeito contrário ao pretendido. A política deve ser dos políticos, não dos tecnocratas, que baseados em modelos teóricos de fiabilidade duvidosa, insistem, como num passe de mágica, na austeridade regeneradora. Não é. É um modelo falhado. E para isso não é preciso ser economista, basta ter senso comum. As famílias portuguesas receberão nos próximos meses um balão de oxigénio com os subsídios de férias. Meio milhão de funcionários públicos estão excluídos. Os outros utilizarão o dinheiro para pagar contas. Em Setembro surgirão novas medidas de austeridade, numa espiral que tudo suga. E Gaspar, atafulhado em "curvas de Laffer", em baixa de receita, em aumento substancial do desemprego, continuará a dar murros em pontas de faca. E nós a sangrar por ele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um clássico

por Fernando Lopes, 5 Jun 12

"Estivemos à beira do abismo, mas demos um passo em frente."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Em Portugal, o sol também se paga

por Fernando Lopes, 24 Mai 12

Governo lança programa "reforma ao sol"

 Jornal de Negócios, 02/08/2011

 

Governo começa a cobrar impostos a reformados estrangeiros

 Dinheiro Vivo, 23/05/2012

 

Afinal, o CNA (Cluster Nacional de Aparadeiras), que propus ao Álvaro, vai ter que esperar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coelho, não saias da lura ...

por Fernando Lopes, 13 Mai 12

Passos Coelho vaiado na Feira do Livro

 

(Sócrates, de má memória, levou uns anitos a atingir estes níveis de popularidade ...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cortina de fumo

por Fernando Lopes, 12 Abr 12

Esta treta de querer proibir o fumo nos automóveis quando lá se deslocam criancinhas, é coisa de spin doctor para desviar a atenção dos verdadeiros problemas que a saúde, em vias de privatização, atravessa. Quando estranhas gripes matam idosos, quando um ex-responsável do IPO assume que a qualidade do tratamento aos doentes oncológicos está ameaçada com os cortes e que nem sempre são prescritos os medicamentos mais eficazes devido ao preço, quando a pretexto da racionalização se pretende fechar a maternidade mais emblemática do país, surgem notícias patéticas como a da proibição de fumar com infantes a bordo. Qualquer pai sensato já o faz, este vosso criado incluído. Estas medidas higienistas são elas sim, uma cortina de fumo para que discutamos o acessório e esqueçamos o essencial. O SNS universal e tendencialmente gratuito já morreu. Paz à sua alma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • redonda

    Talvez ajude ir com alguém muito próximo, com quem...

  • Fernando Lopes

    Olhar fixamente pode ser intimidante, mas não é is...

  • Anónimo

    Mas olhar directamente pode ser muito intimidante ...

  • Fernando Lopes

    Agradeço o abraço e retribuo ainda com mais vigor....