Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ser feliz.

por Fernando Lopes, 6 Set 15

Um destes dias fizeram-me a pergunta mais desarmante que se pode fazer a alguém: És feliz? O que é que se responde a isto? Tentamos enganar-nos respondendo com banalidades, meditamos sobre a nossa pobre existência, tentamos encontrar a nossa felicidade através da dos filhos, o quê? Certo é que todos buscamos duas coisas essenciais na vida, amor e felicidade. Pode-se viver sem amor, pode-se amar e não ser feliz, acontece até nunca se encontrar uma coisa ou outra. A felicidade é momento fugaz ou estado de espírito que se prolonga? Isso de ser feliz varia de pessoa para pessoa? Por causa da minha constante insatisfação, vaticinou a avó, «hás-de ser infeliz toda a vida». Talvez avó, mas não vou desistir de a tentar encontrar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

33 comentários

De Ana A. a 06.09.2015 às 12:20

"Ser ou não ser, eis a questão!"
Mas será que alguém "é" (?), no sentido estático do verbo?! Claro que não, todos nós sabemos. Mais importante que querer encontrar essa utopia, é saber contornar as desilusões, saber amarmo-nos e tentar não ter sentimentos de posse, quer em relação a pessoas e/ou coisas. De resto, é deixar fluir a vida, tendo em conta que somos uma partícula de um Todo!

De Fernando Lopes a 06.09.2015 às 12:26

A Ana consegue um pequeno milagre, que é fazer com que os meus desabafos pareçam fazer sentido. Sinto que às vezes deixar fluir não basta, não é consequente. Faço-me entender? 

De Ana A. a 06.09.2015 às 12:51

Deixar fluir não é consequente com a as expectativas? Aquilo que não está na nossa mão mudar...

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback