Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sei que sou um tipo estranho.

por Fernando Lopes, 4 Out 16

Agora que todos os maços de tabaco contêm imagens pornográficas de mortos, pulmões, dentes estragados e o diabo a quatro, deu-me para escolher os «bonecos».

 

- Dê-me antes o que tem a senhora a cuspir sangue, o dos pulmões faz-me lembrar um talho.

 

- Olhe, pode ser o da traqueostomia.

 

Nos países em que esta medida foi implementada, algumas marcas ofereciam uma bolsa para encobrir as imagens. Em Portugal ninguém o fez. Quero o menos morte possível no meu maço de tabaco, s.f.f.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

33 comentários

De Alice Alfazema a 04.10.2016 às 20:12

O dos pulmões também me lembra o talho, o bofe, arroz de bofe...comida de cão.Image

De Fernando Lopes a 04.10.2016 às 21:45

A minha lembra-me fígado, quando se pedia para cortar e fazer iscas. 
Image

De mami a 04.10.2016 às 20:43

não sou fumadora e até a mim me incomodam as imagens.
pura poluição visual.

De Fernando Lopes a 04.10.2016 às 21:46

Desnecessário e ineficaz. Servirá para apaziguar alguns espíritos com saudades da inquisição.

De mami a 05.10.2016 às 23:15

boa observação!

De Genny a 04.10.2016 às 20:48

O meu tem um bebé com uma chupeta de cigarro, mas já apanhei outras imagens desconcertantes. Como se fosse isso que iria tirar a vontade de fumar.

De Fernando Lopes a 04.10.2016 às 21:47

Adianta zero, mas Portugal é pródigo a seguir modas. Se pegasse a moda dos salários os patrões vinham fazer uma manifestação. :)

De Lucília a 04.10.2016 às 22:14

Parece mentira mas não olho, recuso.me.sei vagamente do que falam porque é inevitável a visão não sei das quantas mas diretamente nunca vejo.
Por visitar alguém já vi ao vivo algumas coisas.
Deixei de fumar antes de ter os meninos e só há pouco retomei para apaziguar algo muito f.e continuei.Pararei não sei quando mas não será por me amedrontarem com aquilo de que já todos sabemos.
Quero lá

De Fernando Lopes a 04.10.2016 às 22:21

Nenhum de nós vai morrer saudável, isso te garanto.

De Ana A. a 04.10.2016 às 22:13

Para os fumadores empedernidos se calhar não valerá a pena, mas se pensarmos nas crianças e nos jovens, quem sabe se não terá um efeito dissuasor.
Assina: uma pessoa nascida em meados dos anos 50, que em jovem optou conscientemente por não fumar, apesar de ter amigos/as fumadores.

De Fernando Lopes a 04.10.2016 às 22:20

Ana, é um vício com o alto patrocínio do estado, o selo de cada maço a dizer «República Portuguesa - Autoridade Tributária e Aduaneira», uma fonte de impostos importantíssima. Uma hipocrisia é o que é. Agora a fúria higienista vai chegar ao alimentar. Acho mal tudo o que seja policiar o cidadão. 

De alexandra g. a 04.10.2016 às 23:25

É neste nojo maior, precisamente, que reside o ponto da questão. Os milhões que o Estado empocha à conta dos "ignorantes" dos fumadores, que ainda têm que gramar com a merda das imagens; por mim, que sou ateia, preferia umas imagens de pelourinhos, como houve nas caixas de fósforos da minha infância, ou até mesmo de santinhos (à pagela, em doce!), que sempre dariam colecções para os gostos de muita gente, ou Like(s)!, do referido Estado, que tem tanto, mas teria tanto, a ganhar.


Filhos da puta, vão mesmo morrer no término de um orgasmo, como tu mais ou menos referiste (cheios de saúde :)

De Fernando Lopes a 04.10.2016 às 23:33

Repara, Alexandra, acho que é dever do Estado informar os cidadãos. As mensagens no tabaco não me parece mal, um folheto a explicar alguns dos malefícios do tabaco, também não. Isto é só «gore», sangue por sangue, puro mau-gosto, ultrapassando em muito o dever de informar. E deixa-te de merdas, que depois de te dizer o que não podes fazer (fumar), o que não deves comer (mais imposto), vão-te dizer como é que deves «fazer o amor». 
Image

De alexandra g. a 04.10.2016 às 23:36

o quê?
então, mas não andam já? Image

De Fernando Lopes a 04.10.2016 às 23:41

Nah. Deixaram publicar as 50 sombras do coisinho. Não li, mas acho que mete tau-tau, bondage e outras ceninhas softcore.  Já leste «Pornopopeia» do Reinaldo Moraes? Esse sim. ;)

De alexandra g. a 04.10.2016 às 23:45

Not yet, mas encontro miríades de erotismo nas cousas  principalmente não enunciadas :)


Quanto às 50 merdas, temos dito: unread, forever :D

De alexandra g. a 04.10.2016 às 23:54

have you been drinking or just started your lessons on driving a 125? Image

De Fernando Lopes a 04.10.2016 às 23:58

I'm trying to to both, drinking and driving, but I always spill the beer. 

De alexandra g. a 05.10.2016 às 00:01

Caraças, e eu a pensar que Aquele Encontro com a Pilar tinha produzido Milagres Image 

De HORIZONTE XXI a 05.10.2016 às 16:30

Tens toda a razão Fernando e sabes que concordo por princípio mas numa perspectiva pragmática é preferível á alternativa de cortar reformas, pensões e salários, deixando os €€€ nas mãos das pessoas para que elas decidam em que gastar sabendo que alguns produtos pelas consequências que tem no colectivo devem ser mais taxados.
Por exemplo, os putos hoje consomem muito mais comida de plástico do que nós consumíamos quando jovens, daqui a trinta anos estes putos vão entrar todos no sistema nacional de saúde com "doenças da modernidade" mas entretanto alguém fez milhões de euros de lucro, é justo ou não que sejam mais taxados e esses impostos usados para um SNS de maior qualidade?


Abc o mais livre possível.

De Fernando Lopes a 05.10.2016 às 18:37

Aceito isso com alguma relutância uma vez que o tal de imposto sobre o tabaco já deve estar perto dos 90% do preço de um maço. Também temos uma geração de crianças que tenderão a ficar viciados na comida de plástico, logo, futuros obesos, e nem por isso acho que seja mais importante taxar que informar. E que tal taxar a riqueza - riqueza mesmo, não a treta dos 500.000 - para ser redistributivo, em vez de policiar o cidadão? Simples, o normal cidadão não consegue ter sede fiscal na Holanda ou Luxemburgo. O resto são tretas, medidas de tostões que atingem sempre os mesmos. 


Abraço libertário. 

De redonda a 04.10.2016 às 23:05

No Café Velasquez estão a vender umas embalagens coloridas para esconder/guardar os maços...

De Fernando Lopes a 04.10.2016 às 23:21

Anúncio feito por alguém que não fuma, certo Gábi? :)

De redonda a 11.10.2016 às 00:15

ainda cheguei a experimentar duas ou três vezes mas não consegui perceber o que é aquilo podia ter de especial...(muito melhor, chocolate)

De Fernando Lopes a 11.10.2016 às 01:03

Não tem. É só uma droga com efeitos suaves.

De Pequeno caso sério a 05.10.2016 às 11:01

Acho que encontrei a alternativa para esse mal. É ir lá ao meu canto e ver se não tenho razão.  ;)


http://pequenocasoserio.blogs.sapo.pt/fumar-mata-53915

De Fernando Lopes a 05.10.2016 às 11:24

Um caixão? Bolas, acho melhor não. Provavelmente será mais eficaz que as fotografias de terror, e tem um certo humor negro que não deixo de apreciar. 

De Pequeno caso sério a 05.10.2016 às 16:56

Foi exatamente o que pensei quando escrevi o post ; )

De Carla a 05.10.2016 às 12:03

Não fumo, mas guardo um maço de tabaco polaco há coisa de uns 14 anos.
Foi o maço mais bonito que alguma vez vi na vida: uma caixa branca com uma flor azul em relevo (se não me engano), mais fina do que as normais. Tão bonito que pedi ao colega de curso que não o atirasse fora e mo desse.


Não foi por isso que comecei a fumar e olha que, na altura, era uma miúda de 22 anos, ainda bastante impressionável. :)

De Fernando Lopes a 05.10.2016 às 14:54

O meu tirocínio de fumo fazia-se aos 13, com Kentuckys, Provisórios e Definitivos. Era o primeiro passo da masculinidade. Mas que a tua estória é bem bonita, lá isso é. 

De Anónimo a 06.10.2016 às 12:26

Já estão à venda preservativos para os maços, Nando.
Filipe que só enrola

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 13:14

Assim mo disseram.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback