Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

iscas.jpg Imagem do Tripadvisor ou julgam que ando a fotografar o que como?

 

Pela cidade abundam restaurantes. Na passada semana, por motivos familiares, passei muito tempo – demasiado – no Hospital da Lapa. Pediam por cada refeição 13 euros. Pelo preço e pela vontade de sair daquele ambiente, andei pela zona, testei alguma da restauração existente, o que deu origem a este post. Com a cria, fui a um estabelecimento mais velho que eu, ao qual o avô tecia elogios, a «Rosa das Iscas». Aqui não existe o efeito novidade de alguns locais, nada de sofisticado, apenas e simplesmente comida caseira. No Porto, quando eu era criança, não se usava a palavra patanisca. Se era de bacalhau dizia-se «isca de bacalhau», o mesmo para as de fígado. O estabelecimento é simples, despretensioso, quase rústico, quase coisa nenhuma. Não adianta frequenta-lo pelo ambiente, não vão encontrar o beautiful people da urbe, apenas gente simples que gosta de boa comida tradicional. A petinga tinha bom aspecto, mas decidi-mo-nos pelo que dá nome ao estabelecimento, as iscas ou pataniscas. Cada dose (6 ou 7 euros) é composta por três iscas de tamanho generoso e um fabuloso arroz malandrinho de legumes. As pataniscas são de estalo, a fazer recordar as da minha avó, que é sempre o meu maior elogio. Numa travessa decorada com duas folhas de alface e alguns pickles, ei-las, douradas, quentes, estaladiças. O arroz tinha couve, feijão, cenoura, e vinha a fugir do prato. O serviço é simples, mas rápido e eficiente. Pela cozinha andava um senhora de sessenta e um homem que presumi um pouco mais velho, talvez o proprietário. Sem salamaleques, sem merdas, mas bom. Gostei tanto que já estou a combinar uma jantarada de amigos no local. Se estiverem no Porto e vos apetecer pataniscas, sigam o meu conselho e dificilmente ficarão desiludidos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

16 comentários

De Genny a 05.04.2017 às 20:38

Eenaaaa que agora fiquei com água na boca 
E o tinto? É bom?

De Fernando Lopes a 05.04.2017 às 21:00

Estava acompanhado de uma menor, tinha de dar o exemplo. 

 Acho que tem espadal, uma espécie de rosé que não é nada mau. Leve e fresco. 

De Alice Alfazema a 05.04.2017 às 22:13

Um dos meus pratos favoritos

De Fernando Lopes a 05.04.2017 às 22:50

Parece que também há tripas e arroz de cabidela uma vez por semana. Tudo pratos para vegetarianos. 

De Alice Alfazema a 06.04.2017 às 08:18

Nunca provei tripas, mas o arroz de cabidela também é um dos meus eleitos. 

De Fernando Lopes a 06.04.2017 às 12:53

Se tiveres a capacidade de te abstrair do que estás a comer, as tripas é algo delicioso. Ou então é uma questão cultural. :)

De redonda a 06.04.2017 às 00:50

Vou seguir o conselho e ver se passo por lá :)

De Fernando Lopes a 06.04.2017 às 07:24

Não esperes mais nada a não ser boa comida, Gábi. O sitio é simples.

De Anónimo a 06.04.2017 às 06:49

Assim que o calhambeque saia do hospital vamos aí pataniscar contigo.
Filipe iscoiso


De Fernando Lopes a 06.04.2017 às 07:26

Fico à vossa espera. Ansiosamente.
Fernando «já comia uma isca de pequeno-almoço»

De Anónimo a 11.04.2017 às 12:29

Oxalá esses sítios se continuem a manter, às vezes tenho dúvidas que assim possa ser, mas também depende de nós, os mais jovens quase desconhecem a comida tradicional portuguesa. Conheço uma casa desse tipo na minha cidade, só tem quatro mesas e comida caseira de primeira, mas quando a D. Amélia deixar de cozinhar, não sei se as características se poderão manter.
~CC~

De Fernando Lopes a 11.04.2017 às 20:45

Enquanto existirem pessoas que valorizem esses sabores tradicionais, que nos recordam a infância, haverá sempre uma D. Amélia. «Há mercado» como dizem os homens da economia. :)

De alexandra g. a 13.04.2017 às 21:56

gostei de tudo o que li mas, com toda a franqueza & assim, adorei a legenda da foto :)


________
p.s. - my kind of grandfather :)*

De Fernando Lopes a 14.04.2017 às 00:07

Confesso que me irrito com aquela malta que antes de trincar o que quer que seja, pões no facebook. Além de pateta, dá-me fome. :)

De redonda a 13.04.2017 às 23:41

Fomos lá hoje e gostámos muito :) obrigada pela indicação :)
um beijinho e uma boa Páscoa

De Fernando Lopes a 14.04.2017 às 00:09

Fico feliz por teres gostado. Quando partilho uma simplicidade como esta faço-o com o coração, e o melhor retorno que posso ter é saber que também gostaste. Fixe. Mesmo. :)

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Eu deixo, só que estamos a assistir a uma espécie ...

  • lucilia

    Veja como sou distraída -foi em S.Bento

  • lucilia

    ahahah nem a propósito, hoje fui à sua cidade. Na ...

  • Fernando Lopes

    Ainda hoje essa duplicidade faz parte da gente do ...