Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Presas, que de facto, o não são.

por Fernando Lopes, 4 Mai 16

Algo que me irrita nas mulheres portuguesas é verem-se sistematicamente como presas num mundo de predadores. Não nego que existam homens que vivem para o prazer da conquista, esfalfam-se para seduzir usando armas poucos subtis ou éticas. Daí ao assédio vai um pequeno passo, concedo isso.

 

No mundo dos adultos que algumas se recusam a habitar, existe sempre a palavra NÃO. Quem tem dificuldade em conjugar este advérbio dificilmente fará algo na vida.

 

Apesar de décadas a caminharmos para um tratamento igualitário, de mulheres cada vez mais presentes em todos os campos da vida, da política às empresas, passando pela prevalência na academia ou medicina, este modo de «virgem ultrajada» teima em permanecer como um atavismo de muitas, sobretudo no campo afectivo.  

 

Gosto de mulheres – e de homens – que vão à luta, que insistem, batalham, ganham o seu lugar nos negócios e na vida não fazendo o falso jogo da fragilidade. São as mulheres habitualmente muitas mais sólidas, resistentes, consistentes, que os patetas que ostentam um tripé entre as pernas.

 

Serve o desabafo para relembrar às senhoras que há homens que também gostam de ser cortejados, seduzidos, e acima de tudo de serem tratados com igualdade e frontalidade. Na vida, no amor, no trabalho, a vitimização nunca deu grandes resultados. Por isso, minhas senhoras, «Às armas».

 

São muito mais respeitadas e valorizadas as que se veem como iguais que as que insistem no papel de vítimas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

24 comentários

De Anónimo a 04.05.2016 às 11:29

Como gajo que me dizem ser, tenho vindo, custosamente, a interiorizar o significado de NÃO! Estar rodeado de uma pilha de dicionários não tem sido de grande utilidade...
Filipe das negas

De Fernando Lopes a 04.05.2016 às 18:48

Como em tudo nesta vida, lidar com a rejeição faz parte do processo de crescimento. Aconteceu-nos a todos, e acho que estás a fazer progressos. Pode ser que ela ainda te caia novamente nos braços. 

Image 

De Linda Blue a 04.05.2016 às 16:51

Mas estás a ver, acabas por retorcer a linha do teu pensamento :)
Ou eu é que já ia numa direcção e tu saíste por outra...?
Então, que nós devemos perceber que nem todos os machos são predadores (ai, desculpa, já ouço violinos a tocar, mas eu sou uma virgem do mais ofendido que existe :))
OK, certo. 
E, quando eu pensava que ias dizer que "minhas senhoras, tenham noção, manquem-se", sais-te com essa de que os machos também apreciam a corte. 
(Para que o predador tenha menos trabalho?)
Tá :)

De Fernando Lopes a 04.05.2016 às 18:54

Estão lá as duas coisas, ou pelo menos era essa a minha intenção. Minha cara, não tem mal nenhum os homens serem cortejados, particularmente no sentido de acarinhados. Gosto e preciso de ser mimado. As infâncias difíceis são fodidas. :)

De Lucília a 04.05.2016 às 22:52

Eheh o homem é do norte e disse fodido.
Eheh ,.goste.
O asneiredo diverte.me e relaxa.me.
Boa noite Fernando

De Lucília a 04.05.2016 às 22:54

...se são..

De Fernando Lopes a 04.05.2016 às 23:04

As asneiras têm o peso que lhe damos. Aqui, se temos intimidade com um amigo, saudamo-lo com um: Está bom, filho da puta? Puta essa que é muito séria, nos conhece desde a infância e a quem adoramos. 

De Um Jeito Manso a 04.05.2016 às 22:35

Qualquer coisa na base do que aqui se pode ler?


http://umjeitomanso.blogspot.com/2016/05/ca-estao-eles-outra-vez-os-meus.html?showComment=1462397333309#c626631144440376286



Uma boa noite, Fernando!

De Fernando Lopes a 04.05.2016 às 22:49

Em primeiro lugar, fim à vitimização feminina, basta. Em segundo não interessa tanto ser sedutor ou seduzido, mas sim o «natural» da coisa. As mulheres têm os seus truques, nós alguns menos, mas se for um processo «produzido» apercebemo-nos, e esse é um jogo que eu ou qualquer homem com dois dedos de testa se recusa jogar. 


Enorme abraço.

De Um Jeito Manso a 04.05.2016 às 22:57

Não subestime a subtileza feminina, Fernando...


(Que graça que tem este seu assunto; estou a escrever e a rir). 
Um abraço bem disposto!

De Fernando Lopes a 04.05.2016 às 23:06

Não subestime a sensibilidade e intuição masculinas. ;)


Porque muito que custe a entender a algumas não são um exclusivo das mulheres.


Esta troca de impressões é sempre divertida e às vezes aprende-se.  

De henedina a 07.05.2016 às 18:13

Nem sempre, nem nunca.
Eu não tenho truques. Sou do mais inapto possivel.
Ajo com desconfiança...como se os homens fossem predadores...mas quando confio...confio. 

De Fernando Lopes a 07.05.2016 às 19:07

Não há modos perfeitos, mas aprecio nas mulheres qualidades que poucas têm como a frontalidade. «Mind Games» não é a minha cena. 

De henedina a 07.05.2016 às 19:13

Eu tenho frontalidade a mais...como já reparou.

De Genny a 05.05.2016 às 09:55

Bom dia, Fernando! Image

De Fernando Lopes a 05.05.2016 às 18:56

Um beijo, Genny.

De Sr. Solitário a 05.05.2016 às 12:12

Olá Image
Encontrei o teu blog por acaso e gostei bastante, tens um design que aprecio muito e o conteúdo, à partida, também é muito bom.
Irei passar por cá com mais tempo.
Quanto a esta tua publicação, dizem elas que nós é que somos complicados... sim sim! Sopas Image

De Fernando Lopes a 05.05.2016 às 19:02

Cada género tem as suas idiossincrasias. Nós somos complicados, elas também, no geral o ser humano resume-se a um status de facebook: é complicado. 

De redonda a 06.05.2016 às 00:18

Eu tinha a ideia das coisas se passarem ao contrário...

De Fernando Lopes a 06.05.2016 às 18:46

Não sei, diz-me tu. Felizmente com essa voz, basta-te abrir a boca para seduzir. :)

De redonda a 09.05.2016 às 22:53

Claro, claro...quanto a bastar-me abrir a boca para seduzir :)
Na minha fase de Mónica e o desejo fiquei com a ideia que os homens estarão  mais disponíveis do que as mulheres para se envolverem e tudo é um pouco um jogo, pelo menos no início.
Poderá também depender de onde estamos, se só, querendo ter alguém, se numa má relação ou numa boa relação.
E vou acabar a concordar com as tuas conclusões também neste post - não sei o que se passa com o meu espírito de contradição, devo estar com sono e ele foi dormir...

De Fernando Lopes a 09.05.2016 às 23:00

Os homens medem menos as consequências, pensam menos no longo prazo, nesse sentido são mais predadores. Mas o mundo muda, estou farto de ver mulheres com o prazer da caça e que não negligenciam uma boa presa.

De Ana A. a 07.05.2016 às 19:03

"Algo que me irrita nas mulheres portuguesas é verem-se sistematicamente como presas num mundo de predadores."



As mulheres portuguesas vêem-se sistematicamente como presas.
Eu sou mulher portuguesa.
Logo, vejo-me sistematicamente como presa.


E daí?! Quem é que disse que queria ser perfeito?!  :))

De Fernando Lopes a 07.05.2016 às 19:16

Ninguém quer ser perfeito, admito que é uma particularidade lusa. Basta atravessar a fronteira para essa atitude cair. Qualquer galega trata qualquer homem como igual, sem que isso signifique que nos queira seduzir ou esteja a ser seduzida. 

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

  • alexandra g.

    Uma bela albina, poderia ser gémea da gata da minh...

  • Fernando Lopes

    Tu és de pouco alimento, a despesa suporta-se bem....

  • Anónimo

    Com a poupança que tens tido nos almoços comigo e ...