Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Põe-te no teu lugar.

por Fernando Lopes, 15 Dez 17

 Dizes a verdade mesmo quando ela é inconveniente.

 

Não gostas de jogos de palavras, preferes chamar os bois pelos nomes.

 

Achas que lealdade é mais importante que obediência.

 

Não pensas que dinheiro ou status definam o que é essencial numa pessoa; a sua humanidade.

 

Continuas a desejar utopias.

 

Não te adaptas a situações «sociais».

 

Evitas mentir e até as mentiras piedosas te são custosas.

 

Estás permanentemente insatisfeito contigo e com os outros.

 

Tens grandes exaltações e enormes angústias.

 

Dizes palavrões, ris alto, piscas o olho com malandrice.

 

Adoras beber, rir, cantar.



 

Atenção: és um tipo excessivo, tens o coração perto da boca, melhor pores-te no teu lugar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 comentários

De alexandra g. a 15.12.2017 às 23:53

Um tipo? 
Uma tipa!

De Fernando Lopes a 16.12.2017 às 11:21

Este modo de ser e sentir não tem sexo. Ainda bem. 


Beijo.

De Anónimo a 16.12.2017 às 11:35

Se tivesses acrescentado dançar de forma inusitadamente estapafúrdia em qualquer lugar quase me descrevias, malandro.
Filipe a aguardar um mísero pombo-correio...

De Fernando Lopes a 16.12.2017 às 20:05

Tens razão devo-te uma missiva, só que ando pouco epistolar.


Abraço.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

  • Fernando Lopes

    CC, tem alguma razão, mas apenas lhe posso falar d...

  • Fernando Lopes

    O toque pode ser uma forma de exprimir afecto, pod...

  • Fernando Lopes

    Há uma fronteira, muito vezes ténue, entre corteja...