Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pode parecer estranho escrever algo não para quem não nasceu, mas para quem não se sabe se irá nascer. Este vosso avô é um tipo peculiar. Escrevo-vos porque me dei conta que ao ser pai tardio dificilmente vos irei conhecer, brincar convosco, levar-vos ao parque da cidade para ficarmos ali, em silêncio, ao pé do lago, ouvindo o coaxar das rãs. Ocasionalmente o avô é dado a estas epifanias. Só quero dizer-vos que espero que o mundo que vos deixo seja melhor que o que me deixaram. Foi assim com o meu pai e avô. Se a genética for uma ciência confiável, herdareis de mim grandes angústias e momentos sublimes, tereis a noção que nesta bola azul, coexistem o mais nobre dos caracteres e o mais vil dos homens, a beleza e a fealdade, a glória e a tragédia. Não vos sei explicar porquê, mas são assim o mundo, a natureza, os homens. E isso é bom. Este que vos olha do passe-partout existiu em carne e osso, amou e foi amado, viveu com a maior dignidade que lhe foi possível. Não tem lições para dar, conselhos solenes, estórias que mereçam ser contadas. Andou por aqui a fazer o melhor que lhe foi possível, esforçando-se por ser humano, empático, coerente. Se abraçarem estes valores simples que ensinei à minha filha, vossa mãe, o homem da fotografia, vosso avô, ficará feliz porque já fez um bom trabalho. E isso é bom, mesmo muito bom. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

10 comentários

De Alice Alfazema a 25.07.2014 às 08:23

Image

De Fernando Lopes a 25.07.2014 às 12:34

Obrigado, nunca nenhuma mulher me ofereceu flores, e gosto bem de flores. :)

De Maria Araújo a 25.07.2014 às 11:52


"Este que vos olha do passe-partout existiu em carne e osso, amou e foi amado, viveu com a maior dignidade que lhe foi possível."

O que falta à maioria dos homens...e mulheres.

De Fernando Lopes a 25.07.2014 às 13:04

Dignidade, honestidade, respeito por si e pelos outros é o mínimo que lhes podemos transmitir, não acha? Caso contrário estaremos a ser um maus pais.

De O Abominável Careca a 26.07.2014 às 13:23

Independentemente do que fomos, atingimos ou aspiramos a única esperança será que a geração anterior à nossa relate sem subterfúgios ou "paninhos quentes" tudo aquilo que significamos para a mesma e para as gerações vindouras nem que seja analisado de forma pragmática ou pouco poética, CERTO?!
P.S.: Tu realmente és um ser estranho com preocupações e inquietações que mesmo um exímio psiquiatra poria em questão a sua própria vocação...Image

De Fernando Lopes a 27.07.2014 às 20:32

Abominável, convives comigo há 46 anos e só agora percebeste que sou estranho? E essa de baralhar um psiquiatra seria o meu desafio último, obrigado pela ideia.


Abraço.

De golimix a 27.07.2014 às 11:44

Sabes que é impossível adivinhar o futuro? Não?

Podes não ser um simples porta retrato, podes em carne o osso abraçar os teus hipotéticos netos.

Bem... de qualquer das formas achei amoroso que o abraçasses aqui, por palavras...

Image ouvi dizer que gostavas Image

De Fernando Lopes a 27.07.2014 às 12:18

É improvável, mas não impossível. Com 51 sabes que já estás muito para lá de metade do caminho. Obrigado pela flor. 

De Cenourita a 28.07.2014 às 18:41

Felizes os netos de um avô que lhes fala assim de um passe-partout :)

De Fernando Lopes a 28.07.2014 às 19:04

Obrigado.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Um facto alegre, não deve cegar para os problemas ...

  • Anónimo

    Um desabafo triste num dia que, para mim também, d...

  • Fernando Lopes

    Obrigado, Henedina. Reúno uma qualidade essencial ...

  • Henedina

    E tenha...um bom dia!