Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Pretinho do Japão.

por Fernando Lopes, 5 Mar 14

Num tempo de falsos anacronismos, modernamente designados por vintage, em que o novo emita o velho não por saudosismo mas por moda, existem na velha urbe do Porto estabelecimentos que pararam no tempo, e bem. Há nomes, marcas, estranhezas que ficam na rectaguarda da memória e me surgem vivos como nunca.

 

Há uns meses depois de jantar no Antunes, na Rua do Bonjardim, quis verificar se ainda existia a mercearia fina, especializada em café «O Pretinho do Japão». A avó era cliente regular do estabelecimento, que moía café e o entregava nuns cartuchos de papel pardo com um logótipo que, se bem me lembro, era um adolescente preto encostado a um saco de café.

 

Apesar de ser já noite não resisti a espreitar: tudo está intocado como há quarenta anos, com uns enormes silos cuja utilidade desconheço, mas adivinho serão usados para armazenar grãos de café das mais distintas proveniências.

 

E haverá algo mais misterioso neste estabelecimento que o nome? Porquê «Pretinho do Japão»? Que significado oculto, jogos de palavras, desconhecimento geográfico, gerou esta marca que tanta estranheza causava a uma criança e ainda hoje surge como uma peculiaridade?

Fica o mistério, pois há factos que depois de desvendados cessam todo o seu encanto.

 

P.S. – O Pretinho do Japão era ao que parece um profeta do tempo de Bandarra. Quaisquer informações complementares terão a minha eterna gratidão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

5 comentários

De golimix a 06.03.2014 às 08:35

Muito interessante... mais interessante ainda o estabelecimento estar intocável!

De Fernando Lopes a 06.03.2014 às 12:24

Uma loja com look dos anos 50 e o nome de um profeta obscuro é, no mínimo, uma história curiosa.

De FernandaMaia a 06.12.2014 às 10:28

Bom dia,<br /><font class="Apple-style-span" size="3">Agora o Pretinho tem novo cara e quer chegar a mais portuenses e turistas, não nos quer vir visitar. Estaremos abertos este fim de semana e sempre até ao Natal.<br /></font><br /><div>Vai descobrir um Pretinho do japao renovado.<br /></div>Apareça .

De Vitor Teixeira a 10.12.2014 às 23:03

NA VERDADE NADA É INTOCÁVEL, NEM O PRETINHO DO JAPÃO.<br />MAS A ESSÊNCIA E TRADIÇÃO FICARAM INTOCÁVEIS.<br />O CHARME DA MERCEARIA DOS ANOS 50 CONTINUA LÁ.<br />VALE A PENA ENTRAR,  CHEIRAR, PROVAR, SENTIR.<br />UM FELIZ REGRESSO AO PASSADO QUE SE QUER PRESENTE<br />ACONSELHO

De Anónimo a 11.12.2014 às 00:17

Obrigada por tão simpático comentário . Era o nosso objectivo : manter a tradição e abrir as portas também a actualidade e a magia do Natal.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback