Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não vou chorar se não chorares.

por Fernando Lopes, 2 Jan 15

São 3:30 da manhã e vejo-me à porta do velho alfarrabista, agora bar. Espreito pela porta e inspiro a penumbra. Ao balcão aquela rapariga bela e estranha; bonita, elegante, transformou-se numa figura peculiar. Rastas, piercings, braços totalmente tatuados, colocaram-na num universo paralelo em que poderia ser o que quisesse: modelo, rastafári, filha perdida de um maori. Assim que os olhos se habituam à escassez de luz olho para as mesas do fundo. Resplandeces, como coroada por um brilho invisível. Aproximo-me de ti e beijo-te a face do modo mais suave de que sou capaz, os lábios a tocarem-te de um modo quase imperceptível.

 

O tempo foi clemente contigo. À parte umas pequenas rugas nos cantos dos olhos continuas incrivelmente bela e suave. Observo melhor e essas rugas tornaram-te ainda mais bela, como toque final do retrato de um mestre renascentista.  

 

Podíamos falar de amigos e paixões antigas, reescrever memórias de amor, mas as nossas vidas são um poço dos desejos que secou, uma história qualquer que lemos num livro. Amor é saudade, dor, tempo que não pára. Amo-te como sempre te amei, mas o comboio da vida, por tragédia ou destino, não parou no nosso apeadeiro.

 

Tiro dois cigarros do maço de Pall Mall, acendo o primeiro e coloco-o nos teus lábios. Não há surpresa ou asco nos teus olhos, apenas melancolia. Entre a neblina de fumo beijo-te apaixonadamente. Sinto os teus lábios quentes nos meus, eternizo aquele momento como se fosse o último. O meu único amor. Levanto-me e saio.

 

Não vou chorar se tu não chorares.

Autoria e outros dados (tags, etc)

3 comentários

De amaria a 05.01.2015 às 12:42


Sao textos como estes que me trazem de volta a realidade..e sentir o peso dessa melancolia quiça que o teu amor transmite,,

Votos de um excelente Ano.!

E se tiveres um amor,,,guarda-o..é o que de melhor a vida nos pode dar ACREDITA,!

De Fernando Lopes a 05.01.2015 às 14:39

Estes tenteios de ficção parecem-me sempre medíocres e sem graça. Fico feliz por teres gostado.

De amaria a 05.01.2015 às 15:54

Tudo o que o Amor inspira nunca e mediocre nem sem graça...parafraseando o enorme poeta.<br />."Todas as cartas de amor sao ridiculas...Mas, afinal, <br />Só as criaturas que nunca escreveram <br />Cartas de amor <br />É que são <br />Ridículas.." <br /><br />Beijinho Fernando...<br /><br />Gosto muito de te "ler" :)<br /><br /><br /><br /> 

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback