Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maquilhador por um dia.

por Fernando Lopes, 9 Ago 16

rs_560x415-150205111858-1024.jake-bailey-makeup-ar

 

Quem me conhece sabe que sou um bocado old school. Produtos de beleza para homem sempre me pareceram desnecessários. Lâmina da barba, um after-shave, desodorizante com fartura, um toque de perfume, é mais que suficiente. Cá em casa, a pele das madames é impecavelmente tratada com cremes da melhor qualidade. Nota-se, duas carinhas larocas, é dinheiro bem gasto. A filha, onze anos, começa a ter as preocupações femininas habituais. Estava com um borbulhas e queria colocar um esfoliante – fui à net confirmar se este era o nome correcto.

 

- Ó paiiiiiiiiiii, anda-me ajudar a pôr a máscara na cara!

 

- Não seria melhor falares com a tua mãe? Não percebo nada disso.

 

- Já sabes que a mãe está sempre a trabalhar. Não te importas de ajudar?

 

Não tive alternativa. Ajudei-a a colocar uma argila verde, arenosa, que deve arranhar imenso. Ficamos dez minutos à espera que o «barro» secasse, depois ajudei-a, lavando muito lentamente. Devo confessar que fiquei convencido, uma parte substancial das espinhas tinha desaparecido. A criança continuou o resto do «tratamento» com um hidratante qualquer. Quando ela era muito mais pequena, costumava dar-lhe banho, escovar e secar o cabelo. Mimetizava um anúncio, dizia que era o Frank Provost. Agora dei em «maquilhador», «tratador de pele», ou lá como é que se chama a profissão. Em verdade vos digo, não há quase nada que um pai não faça por uma filha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

16 comentários

De Alice Alfazema a 09.08.2016 às 19:42

Pai fixe! :)

De Fernando Lopes a 09.08.2016 às 19:51

Não sei se sou fixe, mas sou esforçado. :)

De Ana A. a 09.08.2016 às 21:40

Se para uma mãe é tão comovente participar nas primeiras investidas dos cuidados de beleza da nossa "bebé", imagino para um pai!!

De Fernando Lopes a 09.08.2016 às 21:51

É mais «atrapalhante» que comovente, para um tipo como eu cremes, esfoliantes, hidratantes, são coisa de universo paralelo. :) 

De Ideias_para_o_sucesso a 09.08.2016 às 22:26

Achei engraçado o post mas acredite que faz toda a diferença um bom exfoliante, um bom creme e um sos borbulhas 1 ou 2 por semana

De Fernando Lopes a 09.08.2016 às 23:17

Mas eu escrevi que tinha ficado convencido com a eficácia da coisa. :)

De Genny a 09.08.2016 às 22:52

É tão bom partilhar estes momentos da vida delas. A minha já tem 22 anos e ainda somos assim. Elas não esquecem estes momentos.
Um abraço!

De Fernando Lopes a 09.08.2016 às 23:20

Já me habituei ao papel de pai/mãe. Não é importante que ela se recorde, quero é que sinta que o pai está sempre lá, até para coisas para as quais não está minimamente habilitado.


Qual abraço, toma lá um beijo. 

De alexandra g. a 10.08.2016 às 00:51

já que não tenho grandes chances de fazer o que queria (realização de cinema), tenho a declarar que não fizeste nada de especial, antes o que te competia :P


parabéns à tua garota, assertiva :)

De Fernando Lopes a 10.08.2016 às 01:41

Isto não é gabarolice, é só uma «estória» familiar e manifestação de pasmo por ser chamado a tão nobre tarefa. ;)


Eu queria ser jornalista, acabei num banco. Vendido! 

De alexandra g. a 10.08.2016 às 19:43

ok, ok, já passou :D

queria ver a tua reacção após tanto elogio, oh superman!... :P

alexandra das cenas

De Fernando Lopes a 10.08.2016 às 20:56

Acredita que cada vez me sinto mais frágil, mais estúpido, mais ignorante, mais cínico. Nada de bom veio com a meia-idade. 

De alexandra g. a 10.08.2016 às 23:18

Não acredito. Mais: considero-te um tipo inteligente, culto, com uma sensatez absolutamente simpática (aquele oscilar entre o disparate e a correcção mais certeira).


O cinismo não tem mal algum, serve para as questões do equilíbrio.


A fragilidade advém do conhecimento adquirido, e será, doravante, a maior das tuas forças.


Um abraço amigo.
:)
alexandra na meia-idade 

De Fernando Lopes a 11.08.2016 às 07:27

Obrigado, Alexandra. 

De Anónimo a 10.08.2016 às 11:02

Tu, camarada, és um sensacional jornalista auto-biográfico frilánce.
Filipe habitual

De Fernando Lopes a 10.08.2016 às 13:06

E tu, um exagerado.
Nando do costume.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

  • alexandra g.

    Uma bela albina, poderia ser gémea da gata da minh...

  • Fernando Lopes

    Tu és de pouco alimento, a despesa suporta-se bem....

  • Anónimo

    Com a poupança que tens tido nos almoços comigo e ...