Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Femininas manias.

por Fernando Lopes, 24 Mai 16

Para a maioria – e sublinho, maioria – das mulheres, nós homens temos a obrigação de adivinhar os seus desejos. Nunca são claras no que pretendem, mantendo tudo numa névoa sebastiânica. É nossa obrigação adivinhar o local em que desejam jantar, o presente que querem no aniversário, o museu a conhecer, o livro a ler, onde pretendem passar férias.

 

Quando erramos redondamente, acusam-nos de não ter entendido as «dicas», ouvido as pistas.

 

Se fossemos muito bons a seguir pistas, adivinhar palavras soltas, seríamos todos criminologistas, C.S.I.s, cães pisteiros. Não é por mal, mas as subtilezas femininas as mais das vezes escapam-nos completamente.  Somos patetas? Sem dúvida, mas agradecemos encarecidamente às senhoras que não nos façam adivinhar.

 

Existem mulheres que sabem o que querem, ao que vão, e dizem-no. As minhas amigas são quase todas assim, pouco dadas a jogos de subtileza, mistério, adivinhação. Transparentes, claras, frontais. E é por isso que são minhas amigas, têm a capacidade de me dar um abraço ou de me mandar para o car..lho. Combinam os jogos de futebol a que querem que assistamos juntos, os concertos que temos de ver, aquele livro que têm mesmo de ler. Isto torna as relações tão mais fáceis.

 

Assim, do alto da minha provecta idade, deixo um conselho: não sendo óbvias, sejam claras. Digam que preferem o filme A ao B, um relógio de presente em vez do colar que corremos seca e meca para encontrar, que preferem as férias nas Caraíbas em vez da Islândia. Nós, uns simplórios, só precisamos que nos indiquem um caminho. Como vossos escravos, ficaremos contentes por vos seguir, desde que saibamos exactamente o que pretendem.

 

Até na vida íntima esta frontalidade facilita. Quantas de vós verbalizaram que gostavam de um homem sem andarem às voltas como os cães que perseguem as caudas? Acreditem, a clareza feminina é algo que por tão escasso se transformou num bem altamente valorizado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

31 comentários

De Carlos A. de Carvalho a 24.05.2016 às 20:37

Névoa sebastiânica. Não paro de rir .

De Fernando Lopes a 24.05.2016 às 21:11

Para algumas mulheres o homem ideal deve ser uma espécie de cruzamento entre Zandinga e Richard Gere. :)

De golimix a 27.05.2016 às 08:34

Image

De João a 24.05.2016 às 21:21

esta sabedoria só se atinge com a idade.E não está ao alcance de qualquer um.

De Fernando Lopes a 24.05.2016 às 21:50

Lamentavelmente não é sabedoria, apenas bom-senso. Já que existem tantos blogues sobre as idiossincrasias femininas, é bom que nós homens lhes demos a nossa visão - simplista, admito - de encarar o mundo. 

De alexandra g. a 24.05.2016 às 23:07

Ei, calmex.
Namorei entre 8/9 anos com o homem com o qual casei e que é o pai das minhas filhas. Divorciámo-nos, há 12 anos, e não foi seguramente por me ter oferecido coffrets de perfumes doces, mas oh! tão enjoativos!, quando sempre cheirei, seguramente, além da pele, a aromas cítricos e florais leves. Why, why, why, tamanha falta de olfacto?


Tem mesmo tudo que ser verbalizado ou existirá, indeed, em certos casos, falta de olfactos? :)


______
p.s. - uma forma fácil de colocar a questão, efectivolfactivamente :)

De Fernando Lopes a 24.05.2016 às 23:25

Há química, empatia, verbalização. Vós mulheres, tão prolixas, tendeis a fazer do vosso amado candidato a bruxo. Deveis deixar à química o que é da química, mas não teria sido avisado dizer-lhe que gostáveis de aromas florais e não doces? Ofende-lo-ia, ou torná-lo-ia, e a vós, mais próximos? Questionai-vos, pois em geral falais demasiado no acessório, e menosprezais o essencial. Tudo é importante, verbalizar não o é menos .


P.S. - Gosto deste tom medievo. :)

De alexandra g. a 24.05.2016 às 23:29

Caro Fernando,


há um momento exacto para isto: uma mulher percebe que, além de daltónico (o que é imensamente charmoso :) o rapaz, tornado homem, não tem mesmo "olfacto"...

De Fernando Lopes a 24.05.2016 às 23:34

Lamento informar-te, mas provavelmente incorreria no mesmo erro. Só para mim sinto o cheiro, e tem de ser a terra, pedra, couro, especiarias. Também oflactivamente somos universos díspares. 

De alexandra g. a 24.05.2016 às 23:37

Ok, eu, que sou "uma menina das Letras", mas absolutamente apaixonada pela Ciência, lanço-te um desafio: arranja algures um estudo que prove que o olfacto não é, efectivamente, o sentido mor. 

De Fernando Lopes a 24.05.2016 às 23:57

Não é cheiro no sentido convencional, são feromonas. É o nosso lado animal, Alexandra.

De alexandra g. a 25.05.2016 às 00:11

Ligeiramente difícil de compreender, quando chegámos (eu e ele) a passar 3 dias num quarto, completamente fora do calendário.


Sei que me amou, sem jamais me ter visto como sou (e tantas mulheres dizem isto, uma tristeza do caraças). Cultural? Sem dúvida, carregados, a maioria, de estereótipos, nem sequer sabem distinguir - elas também não :(  entre um perfume de dia e um perfume de noite...).


___
Boa noite, Fernando :)

De redonda a 24.05.2016 às 23:51

Mas, como não têm? Penso que já li isso escrito em qualquer lado e é obrigatório, devem adivinhar prendas, restaurantes, livros, etc. até porque dá muito trabalho ter de explicar tudo, e essa obrigação vem logo a seguir a nunca dizerem que estamos mais gordas e depois de terem de reparar sempre que cortamos o cabelo 1 mm!

De Fernando Lopes a 24.05.2016 às 23:59

E se conseguíssemos adivinhar isso tudo, o que restava para implicarem connosco?
Image

De redonda a 25.05.2016 às 00:29

Com um pouco de boa-vontade, arranja-se sempre alguma coisa :)

De alexandra g. a 25.05.2016 às 02:27

E quando nos oferecem casacos almofadados no âmbito equestre, pólos?
See, it's it's just not a matter of not being seen, it's about something even worst...
:)


_______
(sim, é bom rir, depois da tomada de consciência e decisão :)

De Anónimo a 25.05.2016 às 10:21

Tenho um contentor retido pela greve dos estivadores carregadinho de presentes que foram mal aceites pelas minhas gajas. Interessadas?
Filipe acumulador

De Fernando Lopes a 25.05.2016 às 18:56

Pai Natal em Maio? :)

De redonda a 26.05.2016 às 01:09

Interessadíssima! Venham as prendas, afinal a prendas dadas não se olha o quê, ou qualquer coisa assim...

De Maria Manel a 25.05.2016 às 11:38

Este post completa, com grande evidência, o post de ontem.Image

De Maria Manel a 25.05.2016 às 11:39

(pronto, de anteontem Image)

De Fernando Lopes a 25.05.2016 às 19:00

Sinto-me obrigado a mostrar aos leitores deste blogue - penso, na sua maioria mulheres - o lado dos «gajos». Neste mundo as pessoas cada vez menos têm capacidade de se expor e de dizer o que pensam. Quanto mais não seja, esse mérito ninguém mo tira. 

De Maria Manel a 30.05.2016 às 12:39

(Espero que as minhas "correlegionárias" não levem a mal a generalização) - A indecisão e a dúvida quanto à eficiência das escolhas mercantis dos homens fazem parte da nossa estrutura molecular. 
Como tal, o elemento masculino só precisa de nos explicar claramente por 
optou por isto ou aquilo (a coisa/ assunto) que estiver em causa. 
Se conseguir, como é óbvioImage




De Pequeno caso sério a 25.05.2016 às 18:20

Acabei com isso é facilitei muito a vida do meu marido.  Vamos juntos, eu escolho ele pode opinar(dizer se fica bem ou não) e paga no fim . Foram anos de algumas prendas sem sentido porque ele é  gajo (distraído ) e eu gaja (Sebastiónica).  Como também sou muito transparente ele acabava por perceber  e então mudámos de tática. 
Quanto ao resto, nem sempre essa sinceridade é encarada com bons olhos. Há até quem ache que tanta frontalidade é falta de educação.  Na minha humilde opinião,  mentir ou omitir só para fazer jeito é bem pior. Já alguém disse que é preferível ferir com uma verdade  do que iludir com uma mentira. Eu subscrevo. 

De Fernando Lopes a 25.05.2016 às 19:02

Há a surpresa, que acho que devemos fazer sempre que possível, e o falhanço. Prefiro sempre perguntar a falhar. Parece que tu também. 

De Pequeno caso sério a 25.05.2016 às 19:18

Sempre ! Não gosto de falhar. Muito menos que me falhem.  Assim sendo, prefiro falar para não haver falhas.

De Fernando Lopes a 25.05.2016 às 19:43

My kind of girl. :)

De golimix a 27.05.2016 às 08:41

Sabes o que mais detesto?
É que eu sendo uma "coração na boca" esperem que seja sempre eu a decidir tudo, mas às vezes não me apetece... e simplesmente tenho de o fazer porque me irrita os "não sei...", "será que queremos isto?..." ou os "talvez". Ó páh! É para frente o caminho! Se não gostares da decisão para a próxima já sabes e aprendes com isso.

O meu home sabe perfeitamente os perfumes que gosto, o que gostaria de receber, de ler, de vestir... Até porque grande parte das vezes sou clara como água. Existem outras, no entanto, que permaneço na tal nuvem Sebastiânica , mas isso talvez seja parte do encanto feminino Image

De Fernando Lopes a 27.05.2016 às 18:45

O mistério feminino faz parte do seu encanto, só não gosto que me ponham a fazer de professor Bambo e depois me digam que as profecias estavam todas erradas. Mas eu também sei que sou uma criatura sensível. :)

De Genny a 27.05.2016 às 14:24

ai, ai o bicho mulher é tramado ! Image

De Fernando Lopes a 27.05.2016 às 18:46

Se é difícil viver «com», pior ainda «sem». 
Image

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

  • alexandra g.

    Uma bela albina, poderia ser gémea da gata da minh...

  • Fernando Lopes

    Tu és de pouco alimento, a despesa suporta-se bem....

  • Anónimo

    Com a poupança que tens tido nos almoços comigo e ...