Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fast Car. (*)

por Fernando Lopes, 10 Jul 16

Gosto de conduzir, de sentir a força do motor debaixo do meu pé direito. Sendo um familiar, o meu carro tem 185 cavalos, mais que suficiente para me fazer andar acima dos 200 km/h sempre que me apetece e é possível. Nessas minhas cavalgadas tive a sorte de nunca levar com uma multa por excesso de velocidade. Pode aparecer estranho, mas há um momento de concentração em que estás só tu, o carro e a estrada. Tornámo-nos peça única, apenas com um objectivo: andar depressa.

 

Andar depressa como se assim conseguisse deixar para trás todos os problemas, angústias, inquietudes.

 

(*) - https://youtu.be/uTIB10eQnA0

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

13 comentários

De Pseudo a 10.07.2016 às 12:05

Experimenta ouvir "thunderstruck" quando fores a acelerar antes dos 200km/h. :)

De Fernando Lopes a 10.07.2016 às 12:33

Quando ando depressa desligo a música, não quero ouvir nada a não ser o motor e a envolvente. Mas AC-DC sabe sempre bem. :)

De redonda a 10.07.2016 às 16:17

Gosto da música, acelerar assim, não :)
(fez-me lembrar quando era mais jovem e menos medrosa - quando comecei a conduzir e no carro da minha mãe conseguia 140 km numa descida :)

De Fernando Lopes a 11.07.2016 às 18:46

Também no meu primeiro carro, um Fiat 127, para passar os 140 km/h só de gás a fundo e numa descida acentuada. Os carros evoluíram imenso, hoje são muito mais rápidos e seguros, a 140 km/h parece que estás parada. :)

De golimix a 11.07.2016 às 08:42

Nunca passei dos 130! Para mim isso já é ir a acelerar e porventura sinto o mesmo que tu nos 200 Image

De Fernando Lopes a 11.07.2016 às 18:55

Lina Maria, as estradas transmontanas não permitem grandes aceleradelas. Nem quando apanhas um percurso um pouco menos sinuoso te tentas? 

De golimix a 12.07.2016 às 08:40

Sou uma medrosa para as velocidades. Provavelmente fruto de um grande acidente que tive em pequena com muitas capotadelas à mistura!<br />Ainda pago hoje as consequências da coisa!

De Fernando Lopes a 12.07.2016 às 18:54

Acredito que um acidente grande seja traumatizante. Felizmente nunca me aconteceu. 

De Anónimo a 11.07.2016 às 10:17

O que eu  gosto mesmo é de ir a 60km/hora na EN ... e ter uma fila de carros atrás de mim com 1 km de comprimento. Até porque estou de férias e o resto do pessoal que se dane...
MM

De Fernando Lopes a 11.07.2016 às 18:58

Fizeste-me recordar as paridas do «Annoying Devil». :)


https://youtu.be/Q3biBeC5Htc




De Fernando Lopes a 11.07.2016 às 18:58

partidas

De Anónimo a 12.07.2016 às 10:43

Um dia roubo um carro e ponho-me a conduzir em sentido contrário a elevada velocidade numa qualquer auto-coisa. Não é muito diferente do que ando a fazer, pensando bem-mal.
Filipe desgovernado.

De Fernando Lopes a 12.07.2016 às 18:55

Em contra-mão andas tu desde que nasceste, e ainda bem. 

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback