Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Este Porto que amo.

por Fernando Lopes, 28 Nov 15

12292799_1681960555415773_712941085_n.jpgEscada dos Guindais

Autoria e outros dados (tags, etc)

10 comentários

De Ana A. a 29.11.2015 às 12:11

"A ponte é uma passagem..."
Esta ponte é-me muito cara: atravessei-a cinco dias por semana, para o emprego, a pé e de "trolleicarro", entre 1970 e 1980; quando a pé e com o namoradito da altura, quanto maior o trajecto melhor. Morei em 3 pontos da Av. da República entre a câmara de Gaia até ao jardim do Morro, em solteira e casada.
Na manhã do 25 de Abril, fui a pé (que o salário era curto) trabalhar, e na entrada e saída da ponte estavam carros do exército e soldados de metralhadora em punho. Passei entre eles altiva (cheia de medo), mas fingindo normalidade, só porque já tinha ouvido na rádio que tinha havido um golpe de estado.
E mais uma vez, as suas imagens me fazem mergulhar nas recordações...

De Fernando Lopes a 29.11.2015 às 12:25

E eu só lhe posso agradecer por essa capacidade de partilha. Obrigado.

De Anónimo a 30.11.2015 às 16:53

Até o podemos abandonar, mas é algo que nos está no sangue... 
MM



De Fernando Lopes a 30.11.2015 às 19:04

É a terra. Não acho que seja exclusivo tripeiro, somos sempre do lugar onde nascemos e fomos criados, é aí que estão as nossas primeiras - talvez as melhores - memórias.

De Anónimo a 30.11.2015 às 17:38

O filho da puta do tasco dos Guindais estava fechado e estragou um pouco a foto...
Filipe do ...coiso

De Fernando Lopes a 30.11.2015 às 19:05

A vista é fabulosa mesmo fora do anfiteatro que é a tasca, Filipe.

De simplesmente avô a 01.12.2015 às 10:27

Eu não gosto do Porto, adoro-o!!!
Aí passei os melhores anos da minha vida.
Foi nos inícios dos anos 60...
Que maravilha, meu Deus!...
E ... que saudades!!!
De tudo.
Dos cafés.
Dos cinemas.
Dos teatros.
E das meninas junto ao bairro da Sé: "Anda lá, menino, foste muito rápido! Vamos lá à segunda, tá bem?!..."
Saudade!...

De Fernando Lopes a 01.12.2015 às 19:50

As «meninas» tinham argumentos comerciais de peso. ;)

De Margarida a 01.02.2016 às 18:22

O Porto, sempre tão nosso... Lugar de magia, um amor que de tão visceral me faz sentir saudade todos os dias. A minha cidade, as minhas pessoas. A luz que paira sobre a cidade dá-lhe este brilho: que se entranha e permanece na nossa alma. Esteja aí ou a milhares de quilómetros: meu Porto, com emoção e de coração!

De Fernando Lopes a 01.02.2016 às 19:06

Há algo de estranho no modo como nos fundimos com uma cidade, passando ela a gerar esses sentimentos de emoção que refere como se fosse orgânica. 

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback