Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Este fim de ano passei-o assim.

por Fernando Lopes, 3 Jan 17

testemunho.jpg

 

Todos os meus amigos sabem que adoro crianças, talvez porque, teimosamente, insisto em permanecer infantil. Consigo-o sem grande esforço e de modo tão natural que parece que da meninice nunca saí. Este fim-de-ano, quando soaram as doze badaladas, estava com este bebé ao colo. Tem a foto algo de simbólico, o velho e o novo, o presente/passado e o futuro. Não é uma passagem de testemunho, mas um instante em que diferentes gerações se cruzam. Neste bebé um mundo infinito de possibilidades, no maduro, mais de cinco décadas de experiência acumulada. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

17 comentários

De Genny a 04.01.2017 às 09:54

Huummm...és mesmo assim tão ternurento ou isso é efeito da garrafa que está lá atrás? Image
Lindo testemunho!

De Fernando Lopes a 04.01.2017 às 10:56

Sou mesmo assim, adoro crianças e tenho pena de não ter tido mais filhos. 


Beijo.

De Genny a 04.01.2017 às 11:06

És tu e eu. Nem imaginas o quanto isso me anda, de há uns tempos a esta parte, a assolar o espírito. Gostava de estar rodeada de filhotes, os seis que sonhava ter... 

De Inês a 04.01.2017 às 10:20

Bonita fotografia. Há lá melhor forma de passar a meia-noite do que com uma coisinha ternurenta dessas no colo? Um excelente 2017.
Beijinhos
Inês

De Fernando Lopes a 04.01.2017 às 10:58

Verdade, Inês. É um bebé super sossegado, só resmunga, e pouco, na hora da paparoca.


Feliz Ano.

De Anónimo a 04.01.2017 às 11:21

Eu também o passei com uma bebé, safra de 66, ao colo por todo o lado e tenho dores em músculos cuja existência desconhecia.
Filipe apadrinhado

De Fernando Lopes a 04.01.2017 às 12:49

Já me apercebi que preferes tomar conta de crianças mais crescidas. ;)

De lucilia a 04.01.2017 às 11:45

ai ai ai que avô vai dar Fernando! -Pergunte.me que eu digo-lhe....Ver email

De Fernando Lopes a 04.01.2017 às 12:50

Com uma filha de onze, espero bem que esse tempo esteja distante. E obrigado pelo e-mail. :)

De Sandra F. a 04.01.2017 às 15:07

Nota-se que tem jeito e é uma foto que ilustra muita ternura. É tão bom! Tenho pena de não ter mais filhos, cada vez mais fico triste por ter só um traquinas...

De Fernando Lopes a 04.01.2017 às 18:27

Somos dois. Já pensou que os nossos filhos não vão precisar de se preocupar com habitação? São herdeiros da casa dos pais e dos avós, muitos deles terão mais casas que capacidade de as habitar a não ser que tenham o dom da ubiquidade. Ocorreu-se-me isto outro dia, não sei bem porquê. :)

De Sandra F. a 09.01.2017 às 16:55

Já tinha pensado nisso e comentado lá por casa. O marido resmungou que lá estava eu a prever o futuro!! Não é previsão, se existe só um herdeiro, fica com mais casas do que precisaria...

De Fernando Lopes a 09.01.2017 às 22:31

Vamos todos ser pais de senhorios, faltam os inquilinos.
Image

De Pequeno caso sério a 04.01.2017 às 19:52

Na impossibilidade de conseguir clicar no botão que diz "favorito" deixo aqui o meu encanto por esta foto.
Acaso feliz da vida segurar nas suas mãos o que de melhor a vida tem precisamente no virar do ano.
; )

De Fernando Lopes a 04.01.2017 às 20:13

Obrigado, eu também gostei muito de o ter ao colo e gostei que gostasses de nos ver assim.
Image

De Paulo Vasco Pereira a 07.01.2017 às 22:31

Que belo e terno momento.
Bom ano!

De Fernando Lopes a 07.01.2017 às 23:25

Bom Ano, Paulo.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Um facto alegre, não deve cegar para os problemas ...

  • Anónimo

    Um desabafo triste num dia que, para mim também, d...

  • Fernando Lopes

    Obrigado, Henedina. Reúno uma qualidade essencial ...

  • Henedina

    E tenha...um bom dia!