Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em contra-mão.

por Fernando Lopes, 20 Jan 17

Como a maioria das pessoas «do meu tempo», fui educado com padrões éticos que hoje são considerados antiquados, desajustados, sem valor. O que antigamente seria gabarolice hoje é auto-estima; a compaixão é vista como uma fraqueza; o carácter como algo adaptável aos que nos rodeiam e às suas circunstâncias; a lealdade algo que se vende por bem menos de trinta dinheiros; a forma mais importante que o conteúdo. Por estas e outras, este tempo do «pós-ética» já não é o meu. O problema, se é que existe, é que algumas pessoas mais velhas embarcam alegremente nesta onda pouco recomendável para se sentirem modernos. Não ambiciono viver neste momento em que tudo é negociável, em que a integridade é algo que, como um ramo de árvore, baloiça ao sabor do vento. Assim, como um velho tonto que se enganou na entrada da autoestrada, circulo em contra-mão. A vantagem é que por muito que achem que vou no sentido errado, sei que o caminho é o que a minha consciência – algo também em desuso – me diz para seguir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

11 comentários

De pimentaeouro a 20.01.2017 às 19:35

Sou um homem do século XX onde ainda havia valores. O século XXI parece-me o século do instantâneo, do caos. Não sou saudosista ou passadista, as mudanças sociais nem sempre são para melhor.

De Fernando Lopes a 20.01.2017 às 19:43

Alguns valores humanistas deviam ser intemporais. Parece que neste novo século a cretinice, a falta de empatia com o outro, encontraram terreno fértil. Mau presságio para o futuro. 

De João Gonçalves a 21.01.2017 às 19:24

Não damos por isso mas os valores criados pelo Iluminismo são, ainda hoje, únicos no mundo.

De alexandra g. a 20.01.2017 às 20:07

querido Ferdinand,
tudo no que tens escrito, de há uns tempos a esta parte, indicia um balanço de vida :)
ah, e já te disse que gosto muito de ti e dos teus balanços de vida,  que equivalem a um 'situamento' (reencontrar o eixo, diria)?
beijo.

___________
p.s.- ainda que me digas que estou errada/exagero, acho que estou certa :D

De Fernando Lopes a 20.01.2017 às 23:03

Admito que seja um balanço, confesso que nunca pensei muito nisso. Balanço mas não caio, óbiste? 





De lucilia a 20.01.2017 às 23:59

E estamos por aqui de passagem, imagino se não fosse -saberão???' Eu sou empática se o Fernando tiver aí um porco para me dar.....

De Fernando Lopes a 21.01.2017 às 00:02

Também eu sou empático. O que quer dizer isso do porco? Não lhe dou nenhum porco sem a garantia que não vou receber salsichas na volta. :)

De alexandra g. a 21.01.2017 às 00:04

óbi, claro, o meu mal é só o astigmatismo :P

De Fernando Lopes a 21.01.2017 às 00:07

De Anónimo a 21.01.2017 às 11:57

Na terça é que vai for. Pelas minhas, habitualmente erradas, contas será a última desta temporada mas não perdes pela demora pois haverá uma enxurrada de convites para coisas noutras longitudes.
Filipe de malas quase aviadas.

De Fernando Lopes a 21.01.2017 às 12:48

Camarada, amigo, companheiro, palhaço, sabes que estarei a teu lado sempre que possível, em nome e por causa de uma coisa a que chamam amizade. 

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Se fores à Manta Rota leva um cabaz de tabefes.Fil...

  • Fernando Lopes

    Caracóis só do mar ... búzios. Antes comiam-se na ...

  • Fernando Lopes

    Obrigado, e que o trambolho esteja bem longe.

  • Anónimo

    Uns caracolitos regados com uma loirinha cheia de ...