Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Demasiadas escolhas.

por Fernando Lopes, 6 Jun 17

Entro num café e peço um Compal de laranja:

 

 - Laranja grande, do Algarve, Clementina Mediterrânica ou laranja do Brasil?

- Porra homem, sei lá, quero qualquer coisa de laranja. Acha que pergunto às laranjas de onde vêm antes de as comer ou beber?

 

É assim em todo o lado, para qualquer coisinha que se compre existem mil variedades prontas a servir qualquer mania.

 

Tome-se o pão como exemplo. Assim sem grande esforço, qualquer padaria tem pão bijou ou molete à moda de antanho, pão integral, de cereais, de água, milho, girassol, saloio, com nozes, passas, chouriço, queijo, sementes disto e daquilo.

 

O papel higiénico temo-lo de folha simples, dupla, tripla, quádrupla, perfumado, às cores, húmido e com aloe vera para rabinhos sensíveis. O objectivo não é limpar o rabo bem limpo?

 

Coloco-me frente a uma secção de dentífricos e existem pastas de sabor a todas frutas, menta, para dentes sensíveis, gengivas fracas, branqueadoras, protecção completa.

 

Sou eu que estou a ficar velho e sem pachorra ou a diversidade de oferta já chegou ao disparate?

Autoria e outros dados (tags, etc)

17 comentários

De lucilia a 06.06.2017 às 23:55

...ficando só com uma vantagem -nunca saberão o que é não ver bem ao perto

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Mas olhar directamente pode ser muito intimidante ...

  • Fernando Lopes

    Agradeço o abraço e retribuo ainda com mais vigor....

  • Linda Blue

    Eu nunca consegui ir ao cemitério "ver" o meu pai....

  • Fernando Lopes

    Temos modos comuns de lidar com a ausência, não é ...