Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deixa-me em paz.

por Fernando Lopes, 19 Set 17

Deixa-me em paz. Deixa-me em paz gorda, para ir para a cama contigo é preciso ter carta de pesados. Não te chegues a mim com esse hálito bafiento, quando te aproximas não acendo o cigarro com medo que tudo vá pelos ares. Não me olhes com esses olhinhos mortiços, nunca sei se estou a fitar gente ou um peixe. Tira a mão do meu ombro,feiosa, a camisa é lavada. Não te esfregues em mim, não suporto esse odor a bedum. Sim, vamos casar, eu, tu e os teus gatos, o apartamento a feder a mijo, tanto que só me apetece vomitar. Vamos ser psicóticos, ter discussões, insultar-nos. Vamos foder frente àquele armário espelhado de que tanto gostas para que eu possa ficar murcho só de ver o teu reflexo. Vamos beber até cair, vamos ser muito, muito felizes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

17 comentários

De alexandra g. a 22.09.2017 às 00:29

"É relativamente vulgar quando se fala das relações amorosas de alguém muito gordo dizer a brincar : espero que tenha carta de pesados. :)
Não é muito bonito, mas é só uma brincadeira."


Claramente, uma brincadeira, regida pela ética, que sabemos que te rege.


Claramente, sabe-se quando pegas nas cenas com o condão sociológico/cultural/cinéfilo/filosófico/amigo de.


É impossível não gostar de ti, ó giro! :)*

De Fernando Lopes a 22.09.2017 às 19:03

:)*

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback