Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deixa-me em paz.

por Fernando Lopes, 19 Set 17

Deixa-me em paz. Deixa-me em paz gorda, para ir para a cama contigo é preciso ter carta de pesados. Não te chegues a mim com esse hálito bafiento, quando te aproximas não acendo o cigarro com medo que tudo vá pelos ares. Não me olhes com esses olhinhos mortiços, nunca sei se estou a fitar gente ou um peixe. Tira a mão do meu ombro,feiosa, a camisa é lavada. Não te esfregues em mim, não suporto esse odor a bedum. Sim, vamos casar, eu, tu e os teus gatos, o apartamento a feder a mijo, tanto que só me apetece vomitar. Vamos ser psicóticos, ter discussões, insultar-nos. Vamos foder frente àquele armário espelhado de que tanto gostas para que eu possa ficar murcho só de ver o teu reflexo. Vamos beber até cair, vamos ser muito, muito felizes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

17 comentários

De redonda a 19.09.2017 às 22:11

Mas será possível serem felizes assim? 
Ou será que ele pensa, mas não diz, e aí ela pode ser feliz, e ele poderá sê-lo porque bebe...
Mas ela poderá sentir o mesmo por ele e não o dizer, chamar-lhe também gordo ou magrela, magrinho - haverá algum nome assim bem mau para um magrinho?
O melhor é ela dar-lhe um chute e pronto

De Fernando Lopes a 19.09.2017 às 22:30

Ele é muito magrinho, mal humorado, convencido, e um bocado parvo. Formam um belo casal. 

De redonda a 19.09.2017 às 22:33

 vá lá, pelo menos como tudo isso formam um belo casal :)

De Fernando Lopes a 19.09.2017 às 23:07

«Nasceram um para o outro, num pas de deux fascinante, o destino juntou-os para os separar mais adiante». 

De Carlos A. de Carvalho a 20.09.2017 às 21:54

Carta de pesados para "pilotar" a gorda ? Mijei de rir . Esse termo não existe onde moro e vou fazer muito sucesso usando esse termo , sem pagar royalties . Cada vez que aqui entro , ganho o dia . 

De Fernando Lopes a 21.09.2017 às 18:52

É relativamente vulgar quando se fala das relações amorosas de alguém muito gordo dizer a brincar : espero que tenha carta de pesados. :)
Não é muito bonito, mas é só uma brincadeira.

De alexandra g. a 22.09.2017 às 00:29

"É relativamente vulgar quando se fala das relações amorosas de alguém muito gordo dizer a brincar : espero que tenha carta de pesados. :)
Não é muito bonito, mas é só uma brincadeira."


Claramente, uma brincadeira, regida pela ética, que sabemos que te rege.


Claramente, sabe-se quando pegas nas cenas com o condão sociológico/cultural/cinéfilo/filosófico/amigo de.


É impossível não gostar de ti, ó giro! :)*

De Fernando Lopes a 22.09.2017 às 19:03

:)*

De Maria Manel a 22.09.2017 às 14:15

Sr. blogger!
Alô!
Diz-me, trabalhas no nº 161 da rua Gonçalo Sampaio ? As nossas janelas, em cada lado da rua, passam o tempo a mirar-se :-) 
Bjts e bom fim de semana

De Fernando Lopes a 22.09.2017 às 15:00

Berdade. Somos vizinhos?

De Anónimo a 22.09.2017 às 16:08

Completamente, visto isso.
Fixe.


Beijinhos e bom fim de semana :-)

De Anónimo a 22.09.2017 às 16:15

Acrescento: estou no 164 :-)

De Anónimo a 22.09.2017 às 16:15

(Vizinhos outra vez)

De Fernando Lopes a 22.09.2017 às 19:01

Diz o povo que quem se quer bem sempre se encontra. :)

De Anónimo a 22.09.2017 às 15:21

A tua afilhada é tão magricela que apenas necessito de licença para manobrar bicicletas.
Filipe que vai pedalando como pode

De Fernando Lopes a 22.09.2017 às 19:02

Não é nada magricela, ou já não distingues entre magreza e elegância?

De alexandra g. a 22.09.2017 às 21:21

:)


grazie, Godfather, mille, mille! 


ficar-me-ia bem o silêncio, nesta questão, mas tem a sua graça por se repetir, no mesmo dia: foi dia de consulta e exames no contexto anual (após os 50, é anual) da Medicina do Trabalho. El doctor elogiou profusamente a minha elegância (sic), aos 51, duas filhas depois, o único IMC correcto numa equipa de quase 15 pessoas, de novo. Não vou mentir e dizer que foi um exagero da parte dele, sei que me observou e aos resultados dos exames com olho clínico, mas respondi-lhe que muita gente continua a dizer-me que preciso de uns quilitos, o que o fez responder, quase irado, que "nem mais grama, nem menos grama". 


_______
p.s. - o malandro queria retirar-me os cigarros - "O SEU ERRO!!!!!!!!" - mas respondi-lhe que vou trocá-los por cenouras cruas, quando conseguir (já consigo, a par dos ditos, que dão-se muito bem :))


Sabe bem, sim, escutar isto :)*

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Filipe, estou em dívida contigo. A vida não tem es...

  • Anónimo

    Já estava na iminência de pedir à PJ a emissão de ...

  • Fernando Lopes

    Gábi, não sou insensível ao drama da deslocação do...

  • redonda

    eu não vou chamar, nada primeiro porque estou muit...