Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cutucar os russos com vara curta.

por Fernando Lopes, 12 Nov 14

putin.jpgImagem roubada do blogue «Tempo Contado»

Admiro sempre as diatribes anti-russas que ciclicamente enchem o peito de alguns e as páginas dos jornais ocidentais. Goste-se ou não, o longo reinado de Putin trouxe melhorias significativas ao padrão de vida russo, basta ver o gráfico acima. Os que sonham com uma cavalgada pela planície russa desconhecem a história que castigou Napoleão e Hitler, a capacidade de resistência decisiva nas guerras do século XX. Tendem a ignorar que o leste da Europa tem uma enorme dependência energética deste semi-continente. Recusam-se a sair do passado, tendo ainda e sempre os russos como «inimigo convencional». Melhor virar a página, notar que mudamos, que o mundo mudou, baixar do reino da fantasia para o da realpolitik.

Autoria e outros dados (tags, etc)

8 comentários

De Inês a 13.11.2014 às 11:52

É verdade que as coisas se alteraram muito e para melhor. Mas, é preciso lembrar que esses números não traduzem totalmente a verdade.
Que o cidadão comum viu melhoras na sua vida, não dúvido. Agora, esses números fazem-me sempre lembrar o exemplo das estatísticas. Um frango para dois, só um é que come o frango todo mas, estatisticamente, cada um comeu metade!
Não nos esqueçamos que na Rússia se concentram fortunas colossais (a começar pelo Putin) e que entram para esses números. Isso não significa que a maior parte das pessoas viva bem. Não é assim.
Beijinhos.

De Fernando Lopes a 13.11.2014 às 12:48

Tem toda a razão, Inês. O ponto não é discutir as qualidade de Putin, mas o modo como o ocidente trata a Rússia. Não existe nenhuma autoridade moral, os nossos corruptos são apenas menos exuberantes que os russos. Sensato seria fazer deles aliados em vez de inimigos.


Bj

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Tenho é que me manter nova:)~CC~

  • Fernando Lopes

    Isto era eu... :)

  • Anónimo

    Venha e será recebida de braços abertos. Vamos com...

  • Anónimo

    Plantei uma árvore, tive uma filha e escrevi um li...