Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carta à minha filha pelo Natal.

por Fernando Lopes, 23 Dez 14

Amanhã seremos sete à mesa. Cinco adultos, uma adolescente, e tu, minha filha, ainda uma criança. Porque não acredito na filosofia «tudo se cria», não te pude dar o presente que merecias, que merecíamos, uma família alargada. Sempre pensei que os pais deviam proporcionar o melhor aos filhos, superando a geração anterior, senão em talento, pelo menos em condições para que possas crescer preparada para o mundo hostil que te rodeia. O melhor que te posso oferecer é educação, o mais que te posso ensinar é o respeito pelos outros e carácter. Os bens materiais são apenas um meio para um fim, por isso te comprei o MP4 que pediste. Um meio para que aprendas a amar algo quase sagrado, a música. E lembra-te, mais importante que os presentes é o que podemos aprender com eles. Antes de tudo ama. Ama as pessoas, a arte, os livros, o semelhante e o diferente, a alegria e a dor. Tudo isto fará parte da tua vida. Aprende a caminhar com a cerviz direita, a aceitar o que não compreendes, a tentar entender o que te é estranho. O melhor presente te posso dar é o meu amor e esse já o tens de modo incondicional. Feliz Natal, Tilucha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

12 comentários

De golimix a 23.12.2014 às 10:04

Pomos o nosso mundo, e o coração, aos pés deles bastando somente um sorriso singelo, um abraço, para nos fazer as pessoas mais felizes e agraciados do Universo.


Tu paie eu mãe, ambos babados pela prole. Pequena, é certo, mas grande em afectos.
Image

De Fernando Lopes a 23.12.2014 às 13:46

E são os afectos o verdadeiramente importante, disso não tenho dúvida .

De Luís Coelho a 23.12.2014 às 11:28


A vida é muitas vezes uma cabra.
  1. E esse amor incondicional ajuda-os muito a crescer vertebrados.
  2. Boas Festas!

De Fernando Lopes a 23.12.2014 às 13:56

Por não ter grandes ilusões sobre essa meretriz que é a vida é que tento incutir-lhe valores de humanidade. São o melhor legado e arma contra os incidentes que a esperam.<br /><br /><br />Bom Natal.

De Ana A. a 23.12.2014 às 12:35

A felicidade e o sofrimento dependem da forma como estamos na vida, e essa postura que pretende transmitir à filha só pode ter saldo positivo. :)
Abraço

De Fernando Lopes a 23.12.2014 às 18:58

Correndo o risco de debitar «filosofia barata» ensinamos pouco aos nossos filhos a lidar com a perda e o fracasso. Os antagonismos, bom-mau, feliz-infeliz, dor-euforia fazem sentido. Precisamos do «mau» para saborearmos devidamente o «bom». E já chega de pensamentos da treta.


Feliz Natal!

De pimentaeouro a 23.12.2014 às 13:26

Deixar à geração que chega algo mais do que recebemos no berço tem sido uma tradição milenar e condição de progresso. Acontece que nem todos procedem assim.
Também é necessário nesta transmissão que exista amor que suprime todas as faltas.
Parabéns para si e para a sua família.

De Fernando Lopes a 23.12.2014 às 19:00

Muito obrigado pelas suas palavras e um Feliz Natal para si e os seus.

De amaria a 23.12.2014 às 14:58

Ja aqui disse que o Natal pouco me diz, e sinonimo de mas memorias,,de stresses nas compras.,como se mundo fora acabar..ainda agora vim dum hipermercado e a esta hora ja parecem formigas em carreiro..

Mas continuo a achar que a magia do Natal e mesmo das crianças..e olhos brilhantes para abrir os presentes..a minha filha vive mesmo tudo isto,,dessa forma,e as vezes acho que o que lhe fica memso a falar e a minha falta de partilha com ela esse espirito..!

Votos de um feliz natal para ti e para tua filhota..!

 

De Fernando Lopes a 23.12.2014 às 19:03

This is a video response to amaria.
http://youtu.be/J-8VCL4uSUc



Feliz Natal.
Image

De aurora a 23.12.2014 às 19:44


A filhota tem muita sorte em ter o pai que tem.
Feliz Natal!Um grande abraço, Fernando.


De Fernando Lopes a 23.12.2014 às 20:21

É bom saber que ainda anda por aqui, Aurora. Por estranho que pareça tinha saudades suas.


Feliz Natal e um enorme abraço,

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback