Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Camelas.

por Fernando Lopes, 6 Out 16

Eu_e_os_camelos.jpgWe'll always have Paris.

 

Nos dias que passam é importante manter uma boa relação com a abundante cáfila que por aí pulula. Quando andei de camelo pela primeira vez, já lá vão quase duas décadas, foi na Tunísia, em Douz. Os animais eram maltratados, sempre a levar chibatada. Não gostei, mandei o cameleiro afastar-se. Montava – será que é assim que se diz – uma jovem fêmea. Enchia-a de festa e ela blaterava de contentamento, nunca teria sabido antes o que eram carinhos. Esta também fêmea, também muito jovem, europeia, era tratada com cuidado. Também com ela estabeleci relação de afecto. O meu lado paternal também encontra receptividade nas camelas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

19 comentários

De Genny a 06.10.2016 às 10:44

Bom dia, Fernando!
Mas que giros! 
Possivelmente são poucos os que se apercebem da brutalidade a que esses e outros animais de entretenimento estão sujeitos.  

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 12:28

Estes, em Lanzarote, são bem tratados. Na Tunísia metiam dó os maus-tratos, com estes era uma cena muito mais civilizada, dois dias de descanso por cada dia de trabalho. Até eu gostava de um horário assim. ;)

De Ana A. a 06.10.2016 às 11:28

E que tal abstermo-nos de as montar?! Acabava-se o negócio e eles não sofriam chibatadas ou então diminuiriam substancialmente.

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 13:10

Não se esqueça que são animais utilitários, os que servem para passeio provavelmente são mais cuidados que todos os outros.

De Anónimo a 06.10.2016 às 12:31

Eu teria exigido montar o lombo do tratador na presença de um pelotão de capacetes azuis, naturalmente.
Filipe de Montaneles

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 18:39

É uma questão cultural, os muçulmanos não são conhecidos pelo grande respeito aos animais. 

De Anónimo a 06.10.2016 às 15:24

O teu lado paternal e as camelas??? Não percebo...., mas na foto estão muito bem!
MM

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 16:15

Sempre quis ser pai de uma menina. Concretizou-se, e até as jovens fêmeas de camelo nutrem por mim um carinho especial. Nasci para tomar conta de meninas. :)

De Carlos A. de Carvalho a 06.10.2016 às 16:23

Gosto e sempre gostei de quem trata os animais com respeito e carinho . Não precisam ter mais nada , "só" isso já me basta . Se existir céu , o teu lugar está reservado .

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 16:44

Nós, gente da cidade, tendemos a ver os animais de forma mais romântica. Basta ir ao campo e os bichos apenas valem pela sua função. Os meus vizinhos da aldeia tinham uma porca que se dava pelo nome, parecia um cão. Não foi isso que a salvou.

De alexandra g. a 06.10.2016 às 19:57

Concordo e acrescento que és um tipo muito giro, já que está tudo armado em tratador de animais :)

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 21:47

A Laurita - era assim que a camela se chamava - disse-me que tinha uns lindos olhos esverdeados. Laurita, como é possível veres para lá das lentes espelhadas? 
- I see dead people. 


____________________
https://youtu.be/ZSNyiSetZ8Y

De alexandra g. a 06.10.2016 às 22:12

ok, tens olhos roxos às pintinhas amarelas, mas não faz mal. Um menino é um menino é um menino :)

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 22:31

Verdade. Só um menino teria tanto prazer em acariciar um animal que, é preciso dizê-lo, não cheira propriamente muito bem. E havias de me ver a coçar a papada das vacas barrosãs lá pela aldeia. Aos machos nem me chego que os fdap pressentem mais testosterona no pedaço e ficam bravos comó caraças. :)

De alexandra g. a 06.10.2016 às 22:36

Fernando, tira os óculos e assume que és um homem :)
_________
p.s. - é impressão minha ou esta espécie de Outono anda a deixar tudo e todos impregnados de poesia? :D

De Fernando Lopes a 06.10.2016 às 22:58

Quando se trata de enfrentar mais de 300 quilos de bife irritadiço, a minha masculinidade vai dar uma volta. :)

De alexandra g. a 06.10.2016 às 23:00

:)))))))))


eu não disse que és giro?

De Lucília a 07.10.2016 às 21:55

Não sei...a criatura parece.me assim para o fugidio

De Fernando Lopes a 07.10.2016 às 22:41

Um doce, a Laurita.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback