Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mercado do Bom Sucesso

por Fernando Lopes, 21 Mai 11




Todos os dias passo pelo mercado do Bom Sucesso. Porque penso que deve ser reabilitado e servir os habitantes da cidade, apoio este manifesto.
Há no entanto que fazer algo mais do que preservá-lo como simples mercado. Deixo isso aos especialistas. Mas posso sempre dizer que gostaria de o ver transformado num local misto, com alimento para o corpo e para o espírito. Porque não manter o mercado e criar galeria(s), uma pequena livraria, um pequeno espaço de restauração tradicional?

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 comentários

De Fenix a 21.05.2011 às 17:07

Fernando,

Eu assinei a favor da não construção do centro de congressos nos jardins do Palácio de Cristal, mas como não podia deixar de ser, manda quem pode e obedece quem tem juízo:

http://defesadopalacio.pegada.net/?p=336

No fim quem manda são os grandes interesses económicos.

Mas confesso, nem sei se vale a pena lutar pelos edifícios numa altura em que a degradação social está a caminho de atingir a sua "plenitude".

Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 21.05.2011 às 17:20

Ana,

"Valeu a pena? Tudo vale a pena se a alma não é pequena."
E é também uma forma de dizer ao poder que nem todos estamos anestesiados, indiferentes.

Mas compreendo as suas dúvidas.

Abraço,
Fernando

De O abominável careca a 21.05.2011 às 20:21

Caro Zé,

De volta ao "Purgatório" após uma ausência por tempo indeterminado em virtude de uma preguiça inexplicável, não podia deixar incólume a oportunidade dedeixar a minha opinião em relação a este assunto!
Como portuense radicado por motivos de força maior na ínclita cidade de Matosinhos, questiono-me amíude sobre a utilização e rentabilidade do espaço comercial conhecido como o Mercado do Bom Sucesso. O local como é de conhecimento de todos está situado numa das zonas mais apetecíveis da cidade do Porto e no que toca a clientes habituais que façam do dito mercado um lugar rentável levantam toda a espécie de questões e dúvidas.
O edíficio se não estou em erro foi construido nos anos sessenta e na minha modesta opinião necessita urgentemente de uma nova dinâmica quer no que respeita à sua fachada como a uma mais moderna e eficaz gestão do espaço.
Tenho imensas dúvidas acerca daquilo que os logistas e clientes aspiram para o mercado, isto porque o mesmo não possuí as condições desejáveis quer para os que têm pontos de vendas e muito menos para aqueles que ainda se deslocam para fazer compras!
A grande distribuição com os hipers à cabeça são uma realidade indissociável dos tempos modernos e penso que a solução mais realista para o espaço seria repensá-lo para um espaço multiusos com lojas (tradicionais e o muito em voga Gourmet), com outros pontos de interesse sem esqueçer a questão de estacionamento!
Por estas razões e antes que nasça mais um edíficio para escritórios ou mais algum parque de estacionamento, devem todos os interessados sentarem-se à mesa e tentar encontrar a saída mais airosa para o problema!
Um abraço

De Fernando Lopes a 22.05.2011 às 00:33

Abominável,

Discuta-se! Mas o mercado é uma obra marcante dos anos 50. Alterar-lhe as características arquitectónicas
é que discordo. Como sabes, o mercado já tem uma estrutura pensada para ter lojas.


Abraço,
Fernando

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback