Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

D. Ircília e as gorduras do estado.

por Fernando Lopes, 7 Dez 13

Fez a sua formação na Escola do Magistério Primário e ensinou com dedicação meninos e meninas durante quarenta anos. Casou-se com o ensino, pois nunca se lhe conheceu amante, a sua fortuna resume-se a um T2 na Damião de Góis. Como muitos, anda zangada com o governo e o corte de pensões. E, no entanto, votou naquela rapaz bem-parecido, com voz de tenor, que afiançava que tudo isto ia ao sítio com meia dúzia de cortes nas “gorduras”. Não entendeu ainda a pobre senhora, que ela e a sua pensão são o que eufemisticamente o gaiato designou como “gordura do Estado”. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

6 comentários

De Ana A. a 08.12.2013 às 17:10

Eu tenho um preconceito com os eleitores da direita: acho que a maior parte deles são adeptos do novo-riquismo, custe o que custar.

De Fernando Lopes a 08.12.2013 às 19:03

A D. Ircília não é de direita, nem tem consciência política. É apenas uma eleitora conservadora, fácil de enganar. Há-os aos milhões.

De golimix a 08.12.2013 às 22:22

Infelizmente....

De Fernando Lopes a 08.12.2013 às 23:02

Combato o maniqueísmo de eles da direita, "maus", e nós da esquerda, "bons". Já dizia Marx que a práxis é que define o indivíduo e há muito boa gente que se diz de direita com atitude de esquerda.

De pimentaeouro a 09.12.2013 às 23:31

A pobre senhora pensa e vota como milhares de reformados que recebem menos de pensão do que o salário minímo.
Cumprimentos.

De Fernando Lopes a 10.12.2013 às 08:14

Existem atavismos quase insuperáveis.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

  • alexandra g.

    Uma bela albina, poderia ser gémea da gata da minh...

  • Fernando Lopes

    Tu és de pouco alimento, a despesa suporta-se bem....

  • Anónimo

    Com a poupança que tens tido nos almoços comigo e ...