Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O bebé nº 59.

por Fernando Lopes, 29 Mai 13

Há histórias que nos tocam um pouco mais fundo porque somos pais. Assisti ao vídeo duas ou três vezes, entre o aterrado e perplexo. Em vez de chamar horrores à mãe tento compreender o seu drama. Vejo no pequeno uma lição de vida, resistência, tenacidade. Bem-vindo a este mundo, rapaz. Que o futuro te seja dócil, já que nele entraste de modo tão atribulado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

5 comentários

De golimix a 29.05.2013 às 19:48

Talvez a mães não mereça os horrores... não sabemos.

Quando à criança um exemplo de querer viver!

PS- Hoje tem lá algo no meu cantinho que presumo que vai gostar

De Fernando Lopes a 29.05.2013 às 20:08

Sou incapaz de julgar sem conhecer o drama por trás da atitude.

P.S. - AC/DC rocks!

De golimix a 29.05.2013 às 22:30

De alexandra a 30.05.2013 às 12:10

Olá, Fernando!

A verdade é preciso uma boa temperança para lidar com a estupefacção permanente que causam os horrores deste mundo em que vivemos. Sinto-me próxima ao que expressas. Desgraçadamente as próprias sociedades fomentam as histórias mais desesperadas.
Um abraço

De Fernando Lopes a 30.05.2013 às 12:30

Fico absolutamente dividido entre o direito à existência da criança e as condições sociais e económicas que levam uma mãe a acto tão louco e desesperado. E não podia estar mais de acordo, sociedades extremas geram histórias extremas.

P.S. – É bom ter-te de volta.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

  • alexandra g.

    Uma bela albina, poderia ser gémea da gata da minh...

  • Fernando Lopes

    Tu és de pouco alimento, a despesa suporta-se bem....

  • Anónimo

    Com a poupança que tens tido nos almoços comigo e ...