Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu, que não percebo nada de arte

por Fernando Lopes, 27 Mar 13

acho que as obras da Joana Vasconcelos estão para a escultura como o(s) menino(s) das lágrimas para a pintura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

9 comentários

De Anónimo a 27.03.2013 às 10:13

Olá Fernando
A obra da Joana Vasconcelos que mais me toca é o "lustre". Ainda bem que os tampões estão dentro da embalagem e intactos.
Ah! os meus pais tinham na parede do "quartinho" uma linda versão do "menino das lágrimas".
bjs
mm

De Fernando Lopes a 27.03.2013 às 10:45

Não te preocupes, todos temos belíssimos momentos kitsch na nossa história familiar e sei bem que superaste os traumas que a exposição sistemática a essa obra prima da pintura poderiam causar. ;)

Beijo e Boa Páscoa.

De Alice Alfazema a 27.03.2013 às 10:23

Essa foi mesmo ácida. As obras dela são divertidas e originais, não sei é se a artista participa na feitura das mesmas. Assim, visto de um outro modo, dá emprego a outros que lhe fazem a obra, tal como os estilistas com as costureiras, enfim uns são o cérebro outros o corpo, uns ganham pela esperteza, outros pela inteligência. Pena é que a diferença entre uns e outros seja deveras abismal. Cada vez mais.

De Fernando Lopes a 27.03.2013 às 10:49

É primária, de objectos facilmente reconhecíveis, daí o seu sucesso. Também não privilegia a forma de modo subtil, é óbvia, mais reciclagem que escultura. Mas, que sei eu ...

De Maria Alfacinha a 27.03.2013 às 16:02

Eu sei que tenho mau-feitio mas... escultor não é aquele que faz esculturas? Segundo sei ela apenas desenha as peças. Será uma designer, talvez.
Não lhe acho muita piada, confesso - o que para o caso pouco importa - e só não concordo com a do menino das lágrimas porque não conheço muita gente com espaço em casa para pôr qualquer uma daquelas peças. Se fizerem miniaturas talvez... quem sabe, se multipliquem nas feiras. (hummmm... negócio à vista)
Mas percebi o que querias dizer :-)

De Fernando Lopes a 27.03.2013 às 16:36

Eu definiria aquilo como "arte patrocinada pela LIPOR ". ;)

De Maria Alfacinha a 27.03.2013 às 16:46

Que seja por uma boa causa, então :-)

De O Abominável Careca a 27.03.2013 às 17:08

Boas,

Pessoalmente o meu conceito de arte defino-o como uma expressão materializada (escrita, pintura, escultura, etc...) de um sentimento ou estado de espírito. O que tem de especial a "Joaninha" na óptica de mero observador e quiçá "alma empedernida" a obra da visada, está para lá do que a minha sensibilidade poderá algum dia atingir...
E quanto ao Bruno com toda a certeza que ainda terá direito uma retrospectiva e quem sabe no mítico "Louvre"!!!

Um abraço!

De Fernando Lopes a 27.03.2013 às 17:50

Este mundo está cheio de ”insensíveis” como nós.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Filipe, estou em dívida contigo. A vida não tem es...

  • Anónimo

    Já estava na iminência de pedir à PJ a emissão de ...

  • Fernando Lopes

    Gábi, não sou insensível ao drama da deslocação do...

  • redonda

    eu não vou chamar, nada primeiro porque estou muit...