Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ovelhas no redil.

por Fernando Lopes, 4 Dez 12

 

Reestruturação transformou-se num eufemismo para despedimento. Os "colaboradores" não são despedidos, "perdem" o emprego. Uns atrás dos outros, como ovelhas no redil. Observam o vizinho a ser escolhido para o sacrifício e respiram de alívio:

- Uff, hoje não fui eu.

Nem pingo de revolta ou réstia de solidariedade. Neste Titanic em que se transformou Portugal, já chegámos há muito ao estado do "salve-se quem puder".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

2 comentários

De Uma Rapariga Simples a 05.12.2012 às 23:43

Vejo isso na minha profissão, assim que alguém é colocado esquece os que não foram. Só se lembrará no ano seguinte. Sem remorsos.

De Fernando Lopes a 06.12.2012 às 00:05

Veio a propósito da Visão mas é transversal. Um crime de que todos somos culpados, uns mais, outros menos. Em alturas de crise o melhor e pior nós vê-se com mais clarividência.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Filipe, estou em dívida contigo. A vida não tem es...

  • Anónimo

    Já estava na iminência de pedir à PJ a emissão de ...

  • Fernando Lopes

    Gábi, não sou insensível ao drama da deslocação do...

  • redonda

    eu não vou chamar, nada primeiro porque estou muit...