Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um amigo após ter bebido três cervejas, vê, na Avenida da Boavista, uma operação stop. Embora não estivesse etilizado, sabia que a probabilidade de passar ligeiramente o limite legal era alta.

 

Como é um rapaz de grande calma, encostou junto à polícia. Saiu do carro e perguntou:

 

- Sr. Guarda, precisava da sua ajuda: vou para Guimarães, mas não tenho a certeza do melhor caminho. Pode ajudar?

 

O polícia lá explicou o percurso mais curto, ao que ele agradeceu encarecidamente. Ainda teve direito a uma continência de despedida. Isto é sangue frio ou quê?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

8 comentários

De Alice Alfazema a 17.11.2012 às 13:13

É inteligência.

De Fernando Lopes a 17.11.2012 às 14:51



Convém praticar em estados de quase plena sobriedade. Caso contrário pode acontecer como ao camionista que, mandado parar, caiu abaixo do camião e nunca mais se levantou.

De Uma Rapariga Simples a 17.11.2012 às 17:24

Ah valente! :D

Uma vez o meu próprio irmão mandou-me parar (sabendo que era eu, só para gozar com a minha cara) e, até eu perceber que era ele, o meu coração bateu tão devagarinho que quase morri. Ou seja, prefiro não beber.

De Fernando Lopes a 17.11.2012 às 18:19

Esse seu mano é cá dos meus! Tomates, sentido de humor e capacidade de improviso.

De Uma Rapariga Simples a 19.11.2012 às 12:34

Tenho para mim que o que ele queria era uma parte maior na herança, afastando a concorrência. :D

De Fernando Lopes a 19.11.2012 às 13:00

"Abençoados aqueles que ainda têm herança a receber."
Epístola de S. Fernando Lopes aos Camafeus

De Ana A. a 18.11.2012 às 17:28

Conheci quem usou essa táctica mas porque não tinha o seguro do carro, em tempos muito difíceis...


Abraço

De Fernando Lopes a 18.11.2012 às 18:38

all is fair in love and war.

Abraço

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback