Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caldeireiros

por Fernando Lopes, 19 Out 12

 

Não me refiro à célebre rua com o mesmo nome, mas aos dois cromos que estão a "montar" a caldeira enquanto escrevo esta posta. Encontrar técnicos capacitados é como procurar agulha no palheiro, juntar à competência, honestidade, é demandar o Santo Graal.

 

Há 6 meses atrás a caldeira que nos permite tomar banho quente e ajudará nos dias de inverno mais frios, foi à vida. Não a máquina toda, mas um cilindro que tem lá dentro onde a água se acumula. Foi-me recomendado pelo cromo (é mesmo cromo, de camisa aberta e cruz ao peito, assim uma espécie de Jesus da caldeiragem) que optasse por uma de cobre em vez de ferro. Era mais cara mais supostamente melhor e consertável.

 

1.200 euros e seis meses depois, a tragédia, o drama, a pinga. A minha mulher, que têm pêlo na venta, reclamou, barafustou. Vieram cá a casa e não detectaram uma fissura, mas deixaram um conta de 60 euros. Como a coisa continuava com uma gota que escorria quase imperceptível, insistimos e hélas, afinal havia algo que foi definido como uma "micro fissura". Coisa fina como vêem. Dias depois, tive de pedir autorização ao chefe para assistir à cirúrgica intervenção dos dois peritos. E eles lá andam, a sujar a casa que a D. Isilda tinha acabado de limpar. Um monta e o chefe faz de "chega-me isso". Como estava dentro da garantia, não vou pagar a dita peça que sei agora se chama acumulador, mas não espero que seja de graça. Se alguém conhecer técnicos competentes e honestos, deixe o número, especialidade e nome na caixa de comentários. Pode acontecer que este blogue tenha, por uma vez, utilidade.

 

P.S. - Foi de graça. O homem assumiu a resolução do problema. Tudo está bem quando acaba bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

4 comentários

De Ana A. a 19.10.2012 às 18:54

Ontem às 7h30 da manhã o meu cilindro da água quente, com apenas 3 aninhos de idade, rebentou. A tampa levantou e a água começou a jorrar que parecia o apocalipse. ;) Vai ser substituído como é óbvio!

No seu caso, faz-me um bocado de impressão uma pessoa comprar um aparelho novo e passados 6 meses ter um remendado. Eu que sou um bocado picuínhas se calhar exigia que o substituíssem por um novo.

Abraço

De Fernando Lopes a 19.10.2012 às 19:31

Como eu a compreendo. Nós aqui em cada tivemos de aquecer panelas de água e tomar banho à "campista". Apesar de uma certa trapalhice, foram honestos, e substituíram o acumulador por um novo. Confesso que cheguei a temer o pior.
Se precisar de uma banhoca quente passe cá por casa! :)

De Ana A. a 19.10.2012 às 19:42

:) Obrigada, pela banhoca ! Só 2ª feira é que o vêm colocar, mas entretanto, faço como vocês fizeram, e é bom às vezes sairmos da nossa zona de conforto, como nos tem sido aconselhado ultimamente, e experimentarmos situações novas! Faz-nos mais fortes!

Estou a digerir a notícia da morte do Manuel António Pina...e como a vida é tão efémera!

De Fernando Lopes a 20.10.2012 às 09:28

Gostava muito das crónicas do Pina, mas não conheço nada da sua obra. Uma morte é sempre de lamentar, principalmente de um espírito livre, mas sou incapaz de alinhar neste pranto colectivo em que se vai à net buscar uns versinhos para parecer intimo da poesia e do homem.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback