Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os pobres que se fodam

por Fernando Lopes, 26 Mai 12

A mala exibida acima, da marca Louis Vuitton, deve dar para alimentar milhares de crianças subsarianas, e, já agora, gregas. "Penso mais nas crianças de uma escola numa pequena aldeia no Níger..." Estou mesmo a imaginar as noites de sono perdidas na hesitação entre a direcção do FMI e o voluntariado em África. Em complemento a musiquinha "Fuck The Poor".

 

P.S. - A malinha mostrada despudoradamente no World Economic Forum em Davos, onde a Sr.ª disse: "Vim com a minha pequena bolsa para recolher fundos", é uma Lockit, da linha East-West. Preço sob consulta, algures entre 2.000 e 4.000 USD.

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 comentários

De bibónorte a 26.05.2012 às 19:44

Que grandessíssima fdp!! A cabrona não tem um pingo de vergonha! É a esta gente que os governos lambem o cu!

De Fernando Lopes a 26.05.2012 às 20:38

Lagarde têm uma missionária aprisionada dentro dela. É pungente a preocupação simultânea com as entradas de caixa dos juros gregos pagos ao FMI e as criancinhas africanas. Um santa, a bem dizer!

De O Abominável Careca a 26.05.2012 às 21:34

Boas, que saudades de DSK, esse do mal o menos só queria mulheres roliças e jantaradas! Quanto a discursos e posturas oficiais não era o seu forte mas também não ganhava uns pornográficos 450.000 dólares por mês e despesas de representação...
Assim vai o mundo com os seus mais altos dignitários a servirem a causa pública...

Um abraço!

De Fernando Lopes a 26.05.2012 às 22:01

Entre um director do FMI que pensa com a genitália e uma que não pensa, mon coeur balance, para ser em francês ... :)

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Não pode um tipo ter um momento místico, leva logo...

  • Fernando Lopes

    Nada de grave, apenas uma interrogação sobre os la...

  • Fernando Lopes

    Obrigado, Liliana. Não fazia ideia que esta exposi...

  • bloga-mos

    Já enviei as melhoras telepaticamente e agora vai ...

Na boca do povo