Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carro velho com retoques na pintura.

por Fernando Lopes, 9 Out 17

Hoje encontrei um velho conhecido com quem trabalhei há mais de vinte anos. Trocamos amenidades, falamos da vida, da família.

 

 - Ainda trabalhas no mesmo sítio?

 

- Sim, disse eu. Mas ando cansado, a vitalidade, a fluidez de raciocínio já não são as mesmas, enfim..

 

- Mas ainda estás com bom aspecto.

 

- Pois, mas sou exactamente como os carros dos stands de segunda-mão. Dão-lhes uma lavadela, uns retoques na pintura, corrige-se uma amassadela aqui e ali, lava-se o motor, muda-se o óleo, mas os quilómetros estão cá, o mais provável é avariar na próxima esquina.

 

Fiquei a pensar como isso se aplica a muita gente da minha idade, ainda podemos enganar aqui e ali, mas não deixamos de estar já com muito uso, dentro em breve não passaremos de uma relíquia, ou como agora se diz «um clássico».

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

  • Fernando Lopes

    CC, tem alguma razão, mas apenas lhe posso falar d...

  • Fernando Lopes

    O toque pode ser uma forma de exprimir afecto, pod...

  • Fernando Lopes

    Há uma fronteira, muito vezes ténue, entre corteja...

subscrever feeds