Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Como um boneca havaiana.

por Fernando Lopes, 2 Mar 17

boneca_havaiana_carro.jpg

 

Antes do advento do tunning, em que uns certos marmelos colocam luz negra debaixo do carro, aparelhagem de discoteca, bufadeiras que fazem tremendo cagaçal, jante 21” num carro que deveria ter 17”, cavalos extra para o motor partir mais depressa , etc. etc., o povo tinha uma personalização de viaturas bastante mais minimal. Lembrar-se-ão os mais velhos do rosário no retrovisor, o cão de peluche na parte de trás do veículo a abanar a cabeça, do separador da bagageira coberto de alcatifa de pêlo longo, da santinha, das bonecas sevilhana e havaiana. Eram tempos em que para se ser piroso não era preciso gastar uma fortuna, bastava colocar no coche umas almofadas de crochet feitas pela sra. lá da casa.

 

Como já sabem sou um tipo tremendamente preguiçoso, não ligo muito para roupa – basta ser preta – e detesto ir às compras. A minha mulher e filha iam a um centro comercial, numa das suas excursões em que se podem perder durante um dia inteiro.

 

- Terezinha, se não fosse maçada podias trazer-me uns boxers. Daqueles baratuchos, das lojas espanholas. Um pack de três, por favor.

- OK. Queres alguma cor especial? E que tamanho?

- Cor pode ser qualquer uma, tamanho XL.

 

Ora esqueci-me que emagreci doze quilos, e que XL podia ser excessivo. Um destes dias peguei nos meus boxers novos, acabadinhos de lavar e colocados na respectiva gaveta. Devem ser ligeiramente maiores que o habitual. Olhei ao espelho e parecia uma das bonecas havaianas que colocavam nos carros com excesso de pano por todo o lado. Dançava e a roupa íntima caía-me rabo abaixo. Desatei a rir da triste figura, um trengo é mesmo o que sou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds