Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Isabel Vaz sabia do que estava a falar, a saúde é um grande negócio. Melhor ainda, com a população envelhecida, será, por paradoxal que pareça, negócio de futuro. Portugal será num tempo não muito distante, um país de gerontes e seus cuidadores. O Continente propõe uma parceria com a Advancecare e promete um plano de saúde sem mensalidade. Só precisas de gastar 50 euros por mês em compras nos hipermercados. Existem questões que me deixam preocupado: quem vela pela privacidade dos meus dados médicos? Quem me garante que a parceria não me induz a comprar certos e determinados medicamentos em certas e determinadas lojas? Ou certo tipo de alimentos? Serei talvez um tipo de natureza suspeitosa, mas parece que o Continente nos quer meter o dedo no cu quando lá fazemos compras e ainda uma segunda vez quando vamos ao médico.

 

P.S. – Para as senhoras teremos sempre o velho «aperta-me as mamas!».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

No ginásio.

por Fernando Lopes, 11 Out 16

O mundo dos ginásios é completamente novo para mim, mas ao fim de meia-dúzia de sessões, já deu para apreciar vários tipos de fauna:

 

  • Os candidatos ao Big Brother. Estão lá todos os dias uns rapazes de 20 e poucos anos que certamente ambicionam fazer parte da próxima série do programa. Musculados, cheios de tatuagens, levantam pesos enormes, bufam como se não houvesse amanhã e confrontam-se com o espelho. Se deus quiser hão-de inchar até rebentar.

 

  • O atleta. Corre 10 kms, levanta pesos, transpira e limpa a careca com ar de quem fez aquilo a vida toda. Estes exemplares face à escassez de pilosidade capilar, sublimam a falta de cabelo com uma enorme barba. Nunca sei se os estou a ver de cima para baixo ou de baixo para cima.

 

  • A diva dos glúteos. O seu único objectivo é ter um cu duro. Não a dança, mas o rabo mesmo. Perna curta, rechonchuda, deve ter o rabo mais musculado de que há memória. Uma bufa que por ali saia transformar-se-á num assobio.

 

  • O gajo do telemóvel. Enquanto se exercita vai dando likes e mandando SMS. O exercício é secundário, acho que só frequenta o sítio pelo wifi grátis.

 

  • A brasilerada. Adepitos da malhação, istão sempri dando cunselho a umas minina que os acumpanha. Têm a puta da mania qui são bunito, mas a maior parte deles se parece co’a minha bunda. Têm uns bigodi muito brega, com um pelinho solto aqui e ali, como quando eu era adolescenti.

 

  • O curioso. Está sempre a olhar para ver se o vizinho levanta mais peso, corre mais rápido, faz mais abdominais. A vida é algo entre o voyeurismo e a competição.

 

E tu, Fernando? Eu vou lá, faço o mapa de exercícios que planearam, transpiro um bocado, não falo com ninguém, e venho à minha vidinha. Encontrar alguém com uma conversa inteligente deve ser como achar agulha num palheiro. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    João, a bicha é surda, foi um pequeno milagre o fa...

  • pimentaeouro

    Parabéns Branca és uma sortuda. Põe o teu dono a f...

  • Fernando Lopes

    Eh pá, nos contras diria que não é um cão. Nos pró...

  • Genny

    Tão gira!Mas confessa...já estás rendido à gata, n...

subscrever feeds