Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sexo ocasional.

por Fernando Lopes, 2 Abr 16

Conversava com um amigo sobre sexo como negócio. Para a minha geração era vulgar a iniciação sexual com prostitutas. Nunca por nunca o fiz, nunca o farei. Afectos, desejos, não são passíveis de permuta por notas. Serei um bocado gaja nesse aspecto, mas não consigo dissociar sexo de intimidade. As pouquíssimas parceiras que tive, conheci-as bem, gostava delas, tínhamos pontos de vista e interesses comuns. Nunca vi numa mulher um ejeculatório, nunca serei capaz de ver o sexo como fruição animal e mecânica. Respeito quem assim pensa, simplesmente não é o meu modo. O meu sexo tem de ser povoado de carícias, beijos, cumplicidades, senão é uma inexistência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    As pessoas devem poder vestir-se como lhes apetece...

  • Henedina

    Nos EUA é McCartismo

  • Henedina

    Algum bom senso na indumentária?..'Humm

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

subscrever feeds