Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bocê.

por Fernando Lopes, 19 Fev 16

A «estória» conta-se em duas penadas. Uma colega do contencioso marca uma reunião com um cliente devedor. Aparece-lhe um daqueles cromos «industriais» da têxtil com mais dívidas que o PIB da China.

 

Argumentaram e contra-argumentaram, tentando chegar a um acordo. O homem repetia constantemente «bocê», «porque bocê», «e se bocê». Chegou a mostrada ao nariz da moça que replica:

 

- Você não; a senhora.

O tipo levanta-se, olha à volta e pergunta:

- Onde?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds