Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carnaval pra’ que te quero…

por Fernando Lopes, 10 Fev 16

rio Tora.jpgO rio Tora, normalmente pouco mais que um riacho, a correr abundante por entre as pedras

Já aqui escrevi que detesto as festividades carnavalescas, não só as de agora, abrasileiradas com «escolas de samba», como se a natureza lusa fosse a do samba e não a do fado. Mesmo os caretos, a «Dança Dos Cus» e outras formas tradicionais de carnaval à portuguesa não exercem sobre mim qualquer atracção. Eu, festeiro no corpo e alma, desato a fugir do Carnaval. Refugiei-me em Arcos. Chuva, chuva, chuva e chuva. Quatro dias em que a água não parou de cair dos céus permitiram ainda assim uma ida ao café do Cunha, 1, 5 km a descer e o mesmo para cima, beber uma cerveja, falar com os vizinhos, apreciar um cigano com uma «loja do chinês» móvel. Ficam as fotografias de quatro dias de não-carnaval.

 

barrosa.JPG Uma bela vaca barrosã, indiferente ao vento e chuva pasta placidamente em frente ao café

verde.jpgPaisagem pelo caminho


pes molhados alma cheia.JPGPés molhados, alma cheia

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Maria Manel

    Já deviam ter aprendido quando o Bush ganhou as el...

  • Fernando Lopes

    Já vi, e apreciei a riqueza do trocadilho.

  • Henedina

    Já brinquei no meu face...Dream em português tem a...

  • Fernando Lopes

    Expulsar alguém que desde criança não conheceu out...

subscrever feeds