Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Como estilhaço.

por Fernando Lopes, 21 Jan 16

Falava com um amigo sobre desilusões e frustrações amorosas. Ao contrário do que é vulgar dizer-se, o tempo não cura tudo, apenas ameniza. Quando algo corre mal sabemos que fracassamos como indivíduo e casal. Para quem deu o melhor de si, acreditou que ia resultar, ficará sempre dor e um sabor agridoce. Como um estilhaço que a pele cobriu, normalmente causa pouco incómodo, no entanto se lhe tocarmos, dói. Aprender a conviver com essa dor, umas vezes suave, outras dilacerante, é tudo o que resta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Maria Manel

    Já deviam ter aprendido quando o Bush ganhou as el...

  • Fernando Lopes

    Já vi, e apreciei a riqueza do trocadilho.

  • Henedina

    Já brinquei no meu face...Dream em português tem a...

  • Fernando Lopes

    Expulsar alguém que desde criança não conheceu out...

subscrever feeds