Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Da vida.

por Fernando Lopes, 4 Jan 16

mae.jpg

 

Talvez porque seja demasiado sensível, demasiado estúpido, ou tenha a estranha capacidade de reunir ambas as qualidades, frequentemente comovo-me com coisas simples. A cadela da fotografia acima foi mãe. É tratada melhor que muita gente por esse mundo fora. Apesar disso não deixei de tremer quando peguei ao colo um dos cachorros após uma maratona alimentar. A fragilidade, o mistério que é gerar vida, continuam hoje tão surpreendentes como quando era criança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds