Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Porque não dou dinheiro a drogados.

por Fernando Lopes, 22 Out 15

Falava hoje com um amigo e explicava-lhe que a minha generosidade não tem barreiras morais, é-me indiferente se o que dou vai ser gasto em comida, tabaco, vinho ou prostitutas. Não dou a drogados. Porquê? Não implica nenhum julgamento moral, quero lá saber se o Manel ou Joaquim são agarrados. Não dou porque estaria involuntariamente a alimentar o circuito do tráfico, desde o dealer de esquina, até ao magnata da droga. Tornassem a poeira legal, vendida em estabelecimentos autorizados, com lucro para o comerciante e impostos para o estado e doaria com o mesmo desapego com que o faço a um alcoólico. E sim, estou a fazer um julgamento moral sobre traficantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

  • Fernando Lopes

    CC, tem alguma razão, mas apenas lhe posso falar d...

  • Fernando Lopes

    O toque pode ser uma forma de exprimir afecto, pod...

  • Fernando Lopes

    Há uma fronteira, muito vezes ténue, entre corteja...

subscrever feeds