Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sorrir faz bem aos outros.

por Fernando Lopes, 1 Out 15

A bomba Repsol da Constituição é recurso muitas vezes usado. A dois minutos de casa, frequentemente a uso para comprar cigarros, jornais, revistas, gelo, bebidas, até combustível. Como em todo o lado gosto de conhecer os empregados pelo nome. Sei o da maioria, conheço o rapaz que tem um bulldog francês, a jovem mãe, a rapariga de cabelo curtinho e cara simpática, a senhora que sofre de portite aguda e põe o rádio aos berros quando o Porto joga. Sempre me trataram com enorme simpatia.

 

Nestas coisas há sempre um senão. Uma empregada de cerca cinquenta anos era o protótipo da antipatia e má-criação. Nunca sorria, não dizia obrigado, lançava os beiços para a frente como se o mundo a maltratasse. Evitava-a sempre que possível, ser recebido por alguém que nos coloca a sua pior cara é constrangedor. Apelidámo-la de «ventas de alicate».

 

E no entanto, o milagre deu-se. A sra. sorri. Não sei se por imposição patronal, porque a vida lhe mudou, certo é que me sorriu, agradeceu, fez uma piada.

 

Agora já não tenho medo dela.

 

Às vezes é tão fácil fazer os outros felizes. Basta sorrir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

  • Fernando Lopes

    CC, tem alguma razão, mas apenas lhe posso falar d...

  • Fernando Lopes

    O toque pode ser uma forma de exprimir afecto, pod...

  • Fernando Lopes

    Há uma fronteira, muito vezes ténue, entre corteja...

subscrever feeds