Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ser português.

por Fernando Lopes, 29 Ago 15

Quando há uns tempos atrás uma jovem mulher inglesa me perguntou o que distinguia os portugueses, hesitei. Não tenho em mim a portugalidade, não sendo Eduardo Lourenço ou J. Rentes de Carvalho, nunca fiz uma reflexão profunda sobre o que é ser português.

 

Se me pedissem uma palavra para nos definir, usaria melancolia. Os portugueses são intrinsecamente melancólicos, não forçosamente tristes. Há no nosso eu colectivo uma nostalgia agridoce. Definimo-nos mais por esse sentimento que por uma visão de futuro. Somos capazes de grande generosidade e enorme mesquinhez, temos inveja do sucesso alheio, criticamo-nos duramente, e no entanto somos absolutamente incapazes de aceitar crítica alheia. Ambicionamos ser europeus e, apesar disso, vivemos entre mundos, sendo árabes e europeus simultaneamente.

 

Temos a nostalgia do império, que sempre soubemos sonho impossível. Os portugueses são também extraordinariamente adaptáveis a outras culturas, sendo fácil encontrá-los integrados em qualquer canto do mundo, da Noruega ao Zimbabwe.

 

Impossível definir o que é isso de ser português porque somos um cruzamento de sangue celta e mouro. Resta-me a certeza de sermos únicos.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

  • Fernando Lopes

    CC, tem alguma razão, mas apenas lhe posso falar d...

  • Fernando Lopes

    O toque pode ser uma forma de exprimir afecto, pod...

  • Fernando Lopes

    Há uma fronteira, muito vezes ténue, entre corteja...

subscrever feeds