Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jasus.

por Fernando Lopes, 10 Ago 15

jesus.jpg

 

A minha televisão só costuma parar em jogos com equipas de azul e branco, se bem que esta época tenha de abrir uma excepção para o «castanho cocó». Dada a expectativa, confesso que visionei o Benfica-Sporting da Supertaça.

 

Estava dividido porque gosto sempre de ver o Benfica perder e não suporto o Jesus. Uma situação lose-lose. Fiquei surpreendido com a garra com que o Sporting iniciou o jogo, foi um justo vencedor num jogo com mais coração que cabeça, típico de início de época.

 

Sabem os meus queridos leitores que não entendo patavina de futebol, mas alegrei-me por ver Octávio Machado ao lado de Jesus. O maior erro de casting de Pinto da Costa está agora ao lado do treinador dos leões. Configura-se um duelo de titãs entre o Bin Laden de Setúbal e o bronco da Amadora.

 

O melhor de Jesus é sempre fora de campo. Na conferência de imprensa queria dizer «denegrir». Ora eu não quero deni…, dani…, desvalorizar um colega. Um Eça de Queiroz é que ele não é.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

  • Fernando Lopes

    CC, tem alguma razão, mas apenas lhe posso falar d...

  • Fernando Lopes

    O toque pode ser uma forma de exprimir afecto, pod...

  • Fernando Lopes

    Há uma fronteira, muito vezes ténue, entre corteja...

subscrever feeds