Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Com os pés bem assentes nas nuvens.

por Fernando Lopes, 13 Jun 15

Ensinam-te a ser sensato, lógico, prático, racional. Dizem-te que tens de trabalhar, para teres o que comer, onde te abrigares, para gastares o que recebes nesses bens essenciais, para teres de trabalhar de novo e manter esse ciclo infindável. Dizem-te que deves ser solidário com os pobres sem que te questiones sobre quem ganha com essa pobreza, que deves respeitar os velhos quando nem todos o merecem, que deves ser honesto quando os teus líderes chafurdam na corrupção e amiguismo, que és uma peça fundamental numa engrenagem que não pode parar.

 

Desde pequeno que detesto a expressão «com os pés bem assentes na terra», como se a gravidade te prendesse o sonho. E eu sonho. Sonho com liberdade, amor, auto-determinação. Sonho ver o mundo do avesso, com o dia em que o poeta escreva nas nuvens, com o segundo em que o escultor se aperceba que a mais bela peça jamais feita é uma árvore, que o momento mais intenso de amor não se encontra num livro, mas no abraço de um filho.

 

É preciso andar por aí com os pés bem assentes nas nuvens.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

  • Fernando Lopes

    CC, tem alguma razão, mas apenas lhe posso falar d...

  • Fernando Lopes

    O toque pode ser uma forma de exprimir afecto, pod...

  • Fernando Lopes

    Há uma fronteira, muito vezes ténue, entre corteja...

subscrever feeds