Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

700

por Fernando Lopes, 19 Abr 15

refugiados.jpg

 

O número choca não pela enormidade de vidas perdidas mas pelas esperanças que com elas naufragaram. A europa – assim, com letra pequena – do bem-estar e do estado social manifesta-se incapaz de apoiar esta vaga de refugiados de guerra, e é disso que se trata. Nenhum comissário, dirigente, líder europeu, se pode dizer impotente nesta UE que subsidia vacas e se manifesta indiferente perante vidas humanas. Aprendi que neste continente as tragédias são gradadas em função da cor da pele das vítimas. Que 100 mortos loiros valem mais que 1.000 africanos vítimas de ébola ou 700 árabes fugidos.

 

Eu, que pela morenitude da pele, pelo castanho esverdeado dos olhos, certo estou que sangue moiro me corre nas veias, só vejo pessoas. As que fogem da guerra e as outras, sentadas nos seus sofás, comando de TV na mão, indiferentes à morte alheia.

 

Duas ou três linhas nos jornais, nada mais. Enquanto seres humanos, solidários e empáticos, já estamos todos mortos, só ainda não reparamos no funesto evento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

  • Fernando Lopes

    CC, tem alguma razão, mas apenas lhe posso falar d...

  • Fernando Lopes

    O toque pode ser uma forma de exprimir afecto, pod...

  • Fernando Lopes

    Há uma fronteira, muito vezes ténue, entre corteja...

subscrever feeds