Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

52 e depois?

por Fernando Lopes, 19 Fev 15

A última vez que festejei condignamente o meu aniversário foi há 12 anos. Desde então odiei cada aniversário, mais por ter uma idade que não condiz com a cabeça que pela idade em si. Sou em muitos pequenos detalhes tão ou mais irreverente que aos 30. Faço tudo o que fazia nessa idade. Acima de tudo odeio a respeitabilidade que os anos dão, porque não sou respeitável. Continuo a adorar farra como há 30 anos, a fazer as mesmas coisas, a ser essencialmente a mesmíssima pessoa.  E no entanto este aniversário que se aproxima não veio acompanhado da depressão e irritabilidade habituais. Aprendi a aceitar que mesmo com uns quilos a mais e cabelos grisalhos, nada muda verdadeiramente. Por estranho que soe, saber que a idade não me transformou em nada do que é verdadeiramente importante, tranquiliza-me. Das duas, uma: ou estou a ficar budista ou cheché.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Sem,de todo - que fique claro, ao contrário daquel...

  • Fernando Lopes

    CC, tem alguma razão, mas apenas lhe posso falar d...

  • Fernando Lopes

    O toque pode ser uma forma de exprimir afecto, pod...

  • Fernando Lopes

    Há uma fronteira, muito vezes ténue, entre corteja...

subscrever feeds