Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As irmãs anãs ninfomaníacas.

por Fernando Lopes, 6 Nov 14

Num prédio do Porto morava um blogger. Tinha os vizinhos da sua preferência e os que detestava. Raramente trocava mais de duas palavras, mas mesmo assim tinha uma impressão daquelas almas. Havia o director bancário, sempre perfumado e esticadinho, lenço no bolso do blazer, ar de yuppie, fedendo a perfume. O nosso narrador detestava-o, àquele ar de quem tem um talher enfiado no cu. No entanto cada vez que o acompanhava a excelentíssima esposa não conseguia deixar de sorrir. Toda aquela pose e uma senhora sem brilho ou graça, envelhecida. Ele sempre vestido e com ar de que tem um Ferrari partilhava as noites com um Fiat 600 dos antigos.

 

Havia a espanhola, ar tresloucado, mas um salero que só as do resto da ibéria têm. Já nos 40 e muitos, elegante e bem-vestida, com aquele ar de quem «ainda dá para gastar meias-solas com gosto».

 

E havias as irmãs anãs ninfomaníacas, ou assim gostava de as imaginar. Não serão muito mais altas que a minha filha de nove anos, sempre aperaltadas, senhoris, com ar de quem dá cartas na vida. Tinham carros desproporcionadamente grandes para a sua estatura, Mercedes e Jaguar. Era giro vê-las sair da garagem, porque ao observador desatento parceria que os veículos se deslocavam sozinhos. As anãs faziam alta rotatividade, isto é, acho que nunca as vi duas vezes com o mesmo homem. E depois divertia-se a pensar de que proezas sexuais seriam capazes estes minúsculos seres, que capacidade muscular vaginal teriam para acolher matulões de 1,90. Um dos tipos era tão alto que a criatura se encontrava com a cara à altura da zona pélvica do amigo. Serão certamente capazes de divagar como eu. Afigurava que depois de penetradas seriam capazes de rodar como um eixo sobre o seu amante e outras proezas que nem é bom descrever.

 

Já vos disse que esse blogger é um bocado depravado e má-língua?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    O problema dos ruminantes são os gases, usei a vac...

  • Inês

    "mais ventosidades que uma vaca argentina"?! Já me...

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

  • alexandra g.

    Uma bela albina, poderia ser gémea da gata da minh...

subscrever feeds