Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Reacções parvas.

por Fernando Lopes, 21 Ago 14

Todos conseguimos ser cool, calm and collected quando existe previsibilidade nos acontecimentos. Perante situações inusitadas temos as reações mais disparatadas. Partilho duas estórias de atitude parvas perante o inesperado.

 

Anos atrás, durante uma mudança de casa, a minha mulher pediu-me que fizesse uns furos na casa de banho para pendurar prateleiras. Falei com o engenheiro da obra, que me garantiu que acima de uma caixa onde estava tubagem e que era bem visível, podia furar à vontade. Iniciei a coisa a medo, com uma broca muito fininha. Operação bem-sucedida. Já mais confiante, usei uma broca ligeiramente maior com idêntico resultado. Ao terceiro furo levo com um charcado de água na cara. O engenheiro tinha-se esquecido que o tubo principal que abastecia todos os outros passava precisamente naquela parede. A reação expectável seria ir desligar a água. Não eu. Fiquei ali com o dedo no tubo, a tomar um chuveiro forçado enquanto gritava desesperadamente para a Teresa fechar a água. Quando me ouviu já eu estava encharcado como um pinto e a casa de banho inundada. Mas o ineficaz dedo a que atribuí  propriedades isolantes continuava firme no seu posto.

 

Outra reação pateta que à posteriori me fez rir a bandeiras despregadas aconteceu perante um tremor de terra. Duas da manhã em casa do meu amigo Artur. Assistíamos a um qualquer programa de televisão, durante as férias do liceu. A casa começa a tremer. Como muitas casas de antigamente tinha uma cristaleira onde estavam porcelanas, cristais e utilidades várias. Estava cansado de saber que o local mais seguro num tremor de terra é debaixo de uma mesa ou na esquadria de uma porta aberta. Acham que fiz isso? Nem pensar. Limitei-me a segurar o armário para que não se partisse o conteúdo. Após breves segundos tudo acalmou. O Artur olhava para mim e ria desalmadamente. Se fosse algo de intenso certamente teria encontrado repouso eterno entre pratas e peças Vista Alegre.

 

Quem quiser partilhar as figuras patetas que fez perante o inesperado, faça o favor de usar a caixa de comentários.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds