Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bigger is better.

por Fernando Lopes, 12 Ago 14

Numa viagem de metro dediquei-me a observar os telemóveis dos jovens que comigo seguiam. Parece que «bigger is better», pois quase todos falavam ou navegavam em tijolos imensos. O primeiro telemóvel que tive, talvez há cerca de 20 anos, foi um Mimo, que custou a bonita quantia de 50 contos (250 euros). Um Alcatel grande e pesado em que a bateria apenas durava um dia. Depois os telemóveis ficaram mais e mais pequenos, até que os últimos modelos que serviam apenas para telefonar e enviar mensagens se perdiam na imensidão das carteiras femininas ou nos bolso de um casaco. Foi a fase «onde está a porra do telemóvel?».

 

Com o surgimento dos smartphones os écrans foram crescendo e crescendo até tomarem as medidas de um pequeno tablet. Navego na net, envio emails, mas não estou disponível para andar com uma coisa que não caiba no bolso traseiro de uns jeans. Essa é a minha medida, 5 polegadas, o tamanho do iPhone 5. O vindouro iPhone 6 em vez de definir o padrão, seguirá a concorrência, aumentando o tamanho. Rapaziada das telecomunicações, podem inventar o que quiserem, seguir as tendências da moda, não contem comigo para esta crescente mania das grandezas.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Avença com a angústia.

por Fernando Lopes, 12 Ago 14

Estou numa floresta muito densa, escura, húmida. Corro a refugiar-me junto de uma enorme árvore de aspecto ameaçador cujos ramos se inclinam sobre mim como os dedos longos e finos de uma bruxa. Tenho medo, sinto-me desoladamente só. Grito para que me acudam, num timbre grave e rouco. Chamo a avó, a mãe, a minha mulher. Inútil, ninguém responde. Choro compulsivamente, até que as lágrimas, como gotas de chuva, se acumulem no queixo, um fio de baba fique pendente, os olhos me doam e saiam fora das órbitas.

 

Acordo encharcado em suor e ouço a respiração lenta e sincopada da Teresa. Estranho sonho, em que tenho medo do que está à minha volta, procuro refúgio nas mulheres que me estão mais próximas, ando perdido num labirinto de verde. Talvez uma metáfora para a vida, apenas um pesadelo, ou mais?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds