Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Beatas.

por Fernando Lopes, 28 Jul 14

Hora de almoço, porta do centro comercial. Fumo um último cigarro antes de subir. Um homem alto, cabelo grisalho desgrenhado, faces encovadas e olhos escuros, mecanicamente apanha as betas da areia e mete-as ao bolso. Não olha para ninguém, cabeça baixa a evitar olhares de censura, nojo ou simples surpresa.

- Deixe isso aí, eu dou-lhe um cigarro.

Agradece-me com um aceno de cabeça e parte, cigarro aceso.

Ninguém deveria estar sujeito a tal humilhação, especialmente por um vício tão «inócuo» como o do tabaco. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    É a nossa obrigação, Inês. Impensável ter um anima...

  • Inês

    E o contente que eu fico por saber que há mais um ...

  • Genny

    O Natal está aí à porta. Começa a introduzir esse ...

  • Fernando Lopes

    João, a bicha é surda, foi um pequeno milagre o fa...

subscrever feeds